logo

‘Quero que fique comigo’, diz morador que encontrou bebê dentro de saco de cimento em lixão

Paulo César relata que viu algo se mexendo dentro de saco e se emocionou ao encontrar criança abandonada.

Menina recebeu o nome de Vitória. Bebê foi encontrada dentro de saco de cimento; Um dia depois de encontrar uma bebê dentro de um saco de cimento em um lixão clandestino no município de Formoso do Araguaia, sul do Tocantins, o sentimento do assistente técnico Paulo César Alves, de 40 anos, é de gratidão.

Ainda sem acreditar no que aconteceu, ele atribui o fato como “um milagre”. A criança, que provavelmente tinha dois dias quando foi abandonada, já recebeu um nome: Vitória. O desejo do morador é ficar com ela, caso esta seja a decisão da Justiça.

A menina continua no Hospital Municipal de Formoso do Araguaia em observação, mas pode ser liberada a qualquer momento. Paulo disse que por enquanto a bebê ficará com ele, por autorização do Conselho Tutelar.

“Foi um milagre que aconteceu. O caso está nas mãos da Justiça, que vai decidir com quem a criança vai ficar, se vai ser entregue para a família biológica. Eu quero que ela fique comigo, mas se não ficar, vou ajudar, visitar, como se fosse um parente. O importante é a vida dela”, disse.

O assistente técnico é natural de Formoso do Araguaia e mora no setor Aliança. No fim da tarde desta sexta-feira (12), ele estava caminhando perto do local, quando viu que havia algo dentro de um saco de cimento. O local é usado pelos moradores para descarte de lixo.

“Eu vi o saco se mexendo, quando vi a criança estava lá dentro, sem roupa. Eu fiquei tremendo, emocionado, quase desmaiei porque nunca tinha visto uma coisa dessas na minha vida. Esperamos a PM e a ambulância do hospital, como não chegaram, fomos direto para o hospital”.

Entenda o caso.

Jonas Amaral

Jonas Amaral - RP Nº: 911 - DRT / TO - Diretor Geral e Editor Chefe do Portal do Amaral – E-Mail: [email protected] – Tel. (63) 98471-7540 / 99975-7227 / WhatSapp: (63) 98471-7540

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.