logo

Tocantins apresenta projeto da Transbananal em busca de investidores; custo passará de R$1 bi

Segundo a Seden, TO-500 irá criar um corredor de exportação com impacto positivo para o agronegócio

Durante o 15° Fórum Latino-Americano Brasileiro de Liderança Estratégica em Infraestrutura, realizado em São Paulo, o governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), apresentou o projeto da rodovia estadual TO-500, conhecida como Transbananal, para investidores de vários países. O objetivo é atrair parcerias para execução da obra que está estimada em mais de R$ 1 bilhão.

O projeto da TO-500 foi apresentado pelo gerente de Atração de Investimentos da Seden, Álan Rickson de Araújo, e pelo líder da Comissão Pró TO-500 e autor do projeto, José Rubens Mazzaro. “O foco da apresentação foi mostrar o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental da TO-500, bem como as diversas oportunidades que existem no Tocantins com objetivo de atrair investidores para a futura parceria público privada”, revelou Álan Rickson.

Com cerca de 90 quilômetros de extensão, a TO-500 fará a ligação da BR-242, que atravessa o Estado da Bahia e do Tocantins até o oeste do Mato Grosso. Por conta do custo do projeto, estimado em mais de R$ 1 bilhão, a proposta é de que as obras da rodovia sejam executadas na modalidade Parceria Público-Privada (PPP).

Segundo a Seden, a rodovia irá criar um corredor de exportação com impacto positivo para o agronegócio, pois vai reduzir os custos de transportes para o escoamento da produção agrícola, mesmo com a cobrança de pedágio. Depois de pronta, a TO-500, vai encurtar em até mil quilômetros as distâncias para o escoamento de produtos vindos do Mato Grosso para os portos de Salvador e Maranhão.

“O fato do projeto da TO-500 estar entre os projetos convidados para ser apresentados neste evento revela o interesse que ele desperta e a sua potencialidade de promover o desenvolvimento não só do Tocantins, mas de toda a região do entorno”, destacou Álan Rickson.

Evento
O 15° Fórum Latino-Americano Brasileiro de Liderança Estratégica em Infraestrutura teve início na terça-feira, 12, e se encerra nesta quinta-feira, 14, reunindo 50 projetos globais de infraestrutura viáveis para investimento.

O objetivo do evento é justamente identificar projetos estratégicos e promover a aproximação entre os agentes envolvidos permitindo que estas iniciativas aconteçam da forma mais eficiente e rápida.

“É uma oportunidade de atualização de conhecimento das licitações em todo o Brasil, em termos de Infraestrutura, e também para interação com técnicos e investidores do setor rodoviário e ferroviário”, reforçou José Rubens Mazzaro.

O evento é traduzido simultaneamente em espanhol e inglês, e reúne líderes e executivos mundiais, agentes públicos globais e locais, e instituições financeiras públicas e privadas.

Projeto
O projeto da travessia da Ilha do Bananal é de autoria do engenheiro José Rubens Mazzaro, líder da Comissão Pró TO-500. Ele já foi aprovado em 2012 pela Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins e aguarda publicação de um decreto federal outorgando os direitos para que o governo do Estado do Tocantins possa empreender e executar a obra sobre a Ilha do Bananal, que é de responsabilidade da União.

A proposta de construção da rodovia conta com o apoio, formalizado por meio de ofício, de produtores rurais, comerciais e industriais do Tocantins e Mato Grosso, e também, dos indígenas que vivem na Ilha do Bananal.

Obras
As obras para a construção da TO-500 incluem serviços de terraplanagem; pavimentação e sinalização; construção de seis pontes sobre os rios Javaés, San Rocan, Riozinho e Jaburu; uma ponte estaiada no Rio Araguaia; muretas de concreto e outros.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.