logo

Conecte conosco

Sem médico perito no INSS, moradores de Araguaína vão a outros municípios em busca do serviço

Problema se arrasta há cerca de cinco anos. Moradores relatam dificuldades em ter acesso à perícia, essencial para conseguir benefícios.

O INSS localizado em Araguaína, norte do Tocantins, continua funcionando sem médico perito, um problema que se arrasta há cerca de cinco anos. Enquanto isso, a fila de pessoas que esperam por um benefício só aumenta. Alguns precisam ir até outros municípios para ter acesso ao serviço.

O desempregado Joel Silvano tem 58 anos. Com um problema na perna, tem dificuldades para caminhar e não consegue trabalhar. Desde 2013, ele luta para conseguir se aposentar. Pela falta de perito, já teve que ir a outro estado. Mesmo assim, até hoje, não conseguiu o benefício.

Para sobreviver e comprar os remédios da esposa que sofreu um acidente e também está impossibilitada de trabalhar, ele conta com doações. “Água, luz, gás, é o povo que paga para nós. O remédio dela, o povo me ajuda a comprar”.

O enfermeiro Jorge Luís também teve que fazer a perícia fora de Araguaína. Viajou mais de 200 km até Araguatins, na região do Bico do Papagaio.

“Eu 2017, eu precisei dos serviços de perícia do INSS devido a uma cirurgia que eu fiz e devido estar trabalhando, mas não foi possível realizar a perícia da agência do INSS em Araguaína. Sendo assim, fui fazer a perícia em Araguatins, cidade muito distante do meu município”.

No ano passado, a subsecretaria da perícia médica federal disse que havia uma previsão de abertura de edital para contratação de peritos médicos aposentados para as localidades que não contavam com o serviço. Mas até hoje, a situação não foi resolvida.

A produção da TV Anhanguera procurou a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho para dar respostas sobre a situação, mas não houve retorno.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.