logo

Reunião com diretores regionais de Educação prossegue com pauta pedagógica e socialização de ações

 Equipe de Pedro Afonso mostrou que a utilização de ferramentas contribui com a gestão dos processos educacionais garantindo a agilidade dos resultados e respostas das demandas

Prossegue nesta quarta-feira, 9, a reunião com os diretores regionais de educação, assessores executivos e equipe gestora da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). Neste segundo dia, os temas de discussão estão pautados em assuntos pedagógicos e houve um espaço para a socialização das ações de sucesso realizadas pela equipe da Diretoria Regional de Educação de Pedro Afonso, Dianópolis e Tocantinópolis.

O diretor regional de Pedro Afonso, Neurisvaldo Rodrigues de Amorim, apresentou um projeto de integração de serviços e ações, com a utilização de plataformas digitais, que possibilita acompanhar, em tempo real, dados sobre alunos e escolas, necessidades materiais das unidades escolares, acompanhamento dos protocolos de envios e recebimentos de documentos, e foi possível identificar as demandas de formações. A regional também potencializou, no âmbito da DRE, o projeto Mochila Pedagógica, que disponibiliza ferramentas de compartilhamento de informações.

Por meio das planilhas digitais, os alunos, pais e responsáveis já estão optando pelas escolas que desejam estudar e, dessa forma, a equipe da DRE terá condições de analisar com antecedência quais as unidades escolares que apresentará maior demanda. “Precisamos avançar com a utilização da tecnologia para ampliar o processo de compartilhamento das informações e, com isso, ter mais agilidade em apresentar respostas e resultados”, frisou.

A DRE de Pedro Afonso atende a 5.400 alunos, atua em oito municípios, com 12 escolas de ensino regular, uma unidade de ensino da Associação dos Amigos dos Excepcionais (Apae) e 32 instituições de ensino indígena.

O secretário executivo Robson Vila Nova ressaltou a importância de socializar as iniciativas de sucesso desenvolvidas pelas DRE. “Promover esses momentos em que os diretores apresentam suas atividades, podemos observar iniciativas realizadas nas diretorias regionais, que poderão servir de exemplos ou inspiração para outras, além de potencializar gestão pedagógica e garantir melhores resultados educacionais”, concluiu.

Educação especial

A Gerência de Educação Especial apresentou as ações que estão sendo realizadas neste segundo semestre. Conforme dados da Educação Especial, no Estado, há 9.634 alunos incluídos e conta com 5.260 estudantes matriculados em salas da educação especial.

A gerente Paola Regina Martins Bruno explicou que, neste final de ano, o Ministério da Educação sinalizou mudanças na política da Educação Especial, que abrangerá a equidade e a inclusão ao longo da vida. “Precisamos pensar no aluno como um ser que também precisa trabalhar para se sentir incluído, a escola poderá ajudar na descoberta de habilidades e talentos”, contou.

Hospital do Amor

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, ressaltou a importância do enfoque pedagógico, que representa a natureza e a área mais sensível de atuação para a Pasta. “O pedagógico nos permite desenvolver a sensibilidade, o olhar social, por isso estamos sendo parceiros do Hospital do Amor. Precisamos aprender a olhar para os nossos alunos, para os nossos colegas e perceber os momentos de fragilidades que estão vivendo”, explicou. A secretária ressaltou o compromisso que a equipe está demonstrando com o processo de melhoria do ensino e da aprendizagem e a integração das ações, para que os resultados almejados sejam alcançados conforme o planejamento realizado.

A Seduc está mobilizando todos os setores para que apoiem o Hospital do Amor, como forma de solidariedade a tantas pessoas que estão passando por momentos de tratamento de saúde.

Para Ana Valeria Rezende Povoa Parente, servidora da Seduc, voluntária e coordenadora da Caminhada (de mobilização do Hospital do Amor) em Dianópolis, a mobilização é muito positiva. “Desperta o interesse das pessoas para a causa, mas é necessário ter uma maior consciência sobre o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil, que é uma das formas de aumentar os índices de cura”, alertou.

Jonas Amaral

Jonas Amaral - RP Nº: 911 - DRT / TO - Diretor Geral e Editor Chefe do Portal do Amaral – E-Mail: [email protected] – Tel. (63) 98471-7540 / 99975-7227 / WhatSapp: (63) 98471-7540

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.