logo

Proposta de Eli Borges que estabelece novas regras sobre o crime de estelionato é aprovada na Câmara dos Deputados

A Câmara aprovou proposta que estabelece novos tipos de estelionato no código penal. Entre elas estão novos tipos, como crimes cibernéticos ou eletrônicos, (PL 2068/20).

O relator do projeto, deputado Eli Borges (Solidariedade-Tocantins), foi entrevistado na edição de hoje (06) do Palavra Aberta, portal de entrevistas da Câmara dos Deputados.

Eli Borges disse na entrevista que a Câmara dos Deputados estaria aprovando propostas relacionadas apenas a pandemia, mas que isso não vem acontecendo na prática. Ele justificou que o projeto sobre estelionato afirmando que “nesse período de pandemia as pessoas estão mais ociosas e poderiam até ter mais tempo para se especializar nessas práticas.”  Comentou

O texto ainda prevê o aumento da pena em um terço em relação aos casos de estelionato comum, principalmente quando praticado por servidor.

O deputado também falou que na lei vigente, faltava especificações maiores, como nos casos de crimes cibernéticos, é esse projeto veio para clarear, citar todos os meios de comunicação, para que se possa haver um julgamento de quem comete esses crimes de forma mais dura.

O projeto agora passará pelo Senado Federal e se não houver alterações irá para sansão presidencial. Eli Borges está animado, pois teve respaldo positivo da base do presidente Jair Bolsonaro.

Veja o vídeo:

 

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.