logo

Pronatec ofertará mais de 160 vagas em cursos profissionalizantes para internos do Sistema Prisional

Aula inaugural foi realizada nesta segunda-feira, 15, e reuniu servidores da Seduc, Seciju e apenados beneficiados com a profissionalização.

Na manhã desta segunda-feira, 15, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) participou da aula inaugural dos Cursos de Formação Inicial e Continuada no Sistema Prisional do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), no Centro de Formação e Produção do Trabalho Prisional, em Palmas. A oferta de cursos profissionalizantes objetiva proporcionar qualificação profissional para 162 reeducandos do Sistema Penitenciário e Prisional do Tocantins (Sispen/TO).

O Pronatec foi desenvolvido pelo Ministério da Educação e começou a ser ofertado para os privados de liberdade em 2013, após uma articulação entre ministérios e o Departamento Penitenciário Nacional. No Tocantins, a Secretaria da Educação Juventude e Esportes (Seduc) é o órgão ofertante dos cursos e a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) o demandante, ambas às pastas engajadas em ações educativas que proporcionem novas oportunidades aos reeducandos.

Os cursos profissionalizantes ofertam certificação. Na ocasião, foram inaugurados os cursos de Gestor de Microempresa e Pintor de Obras Imobiliárias, ambos serão ofertados no Centro de Formação e Produção do Trabalho Prisional.  Também foram inaugurados os cursos de Padeiro e de Agente de Desenvolvimento Cooperativista, que serão ofertados na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) e na Unidade Prisional Feminina (UPF – Palmas), respectivamente.

A superintendente de Educação Cientifica, Tecnológica e Profissional, Maria de Lurdes Leôncio Macedo, reiterou a importância da parceria entre Seduc e Seciju.  “É esse o papel da Secretaria de Educação e da Secretaria de Cidadania e Justiça, unir forças e oportunizar cursos profissionais, como esse, que são FIC [Formação Inicial e Continuada], de pouca duração e também cursos de ensino técnico”, disse.

Para o gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso, Leandro Bezerra de Souza, a oferta da profissionalização aumenta as chances do reeducando ser inserido no mercado de trabalho. “Grande parte do pessoal que adentra as unidades prisionais não possui formação educacional completa. Os cursos de formação dentro são essenciais para oportunizar uma nova visão aos reeducandos”, disse

De acordo com a coordenadora-geral do Pronatec no Tocantins, Amanda Pereira Costa, os cursos serão ofertados em outros municípios para promover mais oportunidades de emprego e renda aos reeducandos. “Nessa parceria com a Seciju, nós estamos ofertando 162 vagas para nove cidades do Tocantins e temos o objetivo de formação dessas pessoas e reinserção após soltura, para que eles tenham uma absorção no mercado de trabalho e uma nova oportunidade de emprego e renda”, explicou a servidora da Seduc.

As aulas serão presenciais e ministradas por profissionais qualificados em cada área. A contadora, Silvana Pereira Batista, que ofertará o curso de Gestão de Microempresa, explica que o curso vai demonstrar a vivência dentro do mercado de trabalho. “O curso envolve desde a criação de uma empresa, até o funcionamento dela, administração, que tipo de negócio ele quer montar e se ele é viável. Os alunos irão fazer um plano de negocio, uma leitura do comércio, toda uma preparação para que o negócio deles dê certo. As aulas serão desde a teoria até a prática, conta”.

Jonas Amaral

Jonas Amaral - RP Nº: 911 - DRT / TO - Diretor Geral e Editor Chefe do Portal do Amaral – E-Mail: [email protected] – Tel. (63) 98471-7540 / 99975-7227 / WhatSapp: (63) 98471-7540

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.