logo

Professora da UnirG orienta idosos sobre a importância de se exercitar no período de isolamento social

Ficar em casa é a medida preventiva mais recomendada para pessoas com idade acima de 60 anos, em prevenção ao contágio do Covid-19. Os idosos podem seguir as orientações do Ministério da Saúde sem deixar de praticar atividades físicas durante o período de quarentena.

A professora do curso de Educação Física da Universidade de Gurupi – UnirG, Ma. Eliana Zellmer Poerschke Farencena, que atua na saúde coletiva e estágio em lazer com idosos da  Universidade da Maturidade – UMG, frisou que “mesmo cumprindo a quarentena é importante que as pessoas idosas se mantenham proativas e tenham a mesma disposição para os cuidados com a higiene diária, evitem ficar de pijamas e camisolas, vistam-se normalmente e de acordo com as atividades do dia a dia. Importante também manterem a casa limpa e em ordem, cuidarem da alimentação, que seja equilibrada e saudável, cuidem da sua espiritualidade, e da sua medicação diária”.

Eliana Farencena sugeriu ainda que “mesmo dentro de casa ou no quintal, é importante que os idosos façam caminhadas e se possível, façam atividades na piscina, realizem exercícios de alongamento e respiração. Mas com o devido cuidado com as áreas lisas e, principalmente, áreas molhadas. Os ambientes como lavanderia, banheiro e até mesmo a cozinha devem ser evitados. Cada idoso deve respeitar suas limitações e considerar as recomendações medicas e do profissional de Educação Física para realizarem os exercícios mais elaborados”, alertou.

A atividade física praticada diariamente, ajuda a combater a depressão, já que a libera endorfina, hormônio que promove diversas emoções positivas. “O exercício ajuda, também, a manter o cérebro dos idosos alertas, garantindo que as funções cognitivas funcionem melhor, além de melhorar o sono, a locomoção, o controle do peso e aumento da autoestima, importante aspecto nesse período de incertezas e medos”, disse a professora.

Ela destacou que outra forma de manter o corpo e a mente ativa é realizar atividades de lazer, como jogos de quebra cabeça, dominó, palavras cruzadas, bordados, ouvir música, dançar, cantar, cuidar do jardim, rever fotos antigas, contar histórias e manter o contato com os entes queridos ainda que por telefone.

“Nesse período de estresse, recomendamos ainda que os idosos estejam atentos a seus sentimentos e demandas internas. Envolvam-se com atividades saudáveis e aproveitem para relaxar. O exercício constante, o sono regular e uma dieta balanceada ajudam”, afirmou Farencena.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.