logo

Professor é atropelado enquanto treinava grupo de ciclistas em Palmas

Acidente aconteceu na saída do estacionamento do aeroporto da capital. Professor de educação física teve escoriações pelo corpo e foi atendido no local.

professor de educação física Marco Túlio Pereira de Sousa, de 42 anos, foi atropelado por um carro de passeio no momento em que treinava um grupo de ciclistas. O caso aconteceu na manhã deste domingo (19), em frente ao aeroporto de Palmas. A vítima foi socorrida no local.

“Estávamos próximo ao aeroporto. O carro de passeio estava saindo do estacionamento, mas estava na contramão, foi quando aconteceu o atropelamento. Foi algo muito inesperado”, contou o professor, que é o responsável por treinar a equipe.

Sousa foi o único atingido. Ele teve escoriações pelo corpo e foi atendido por um médico, que também participava do treinamento. A bicicleta ficou parcialmente destruída. O motorista do carro permaneceu no local até a chegada dos agentes de trânsito. O veículo dele foi rebocado.

Os 22 atletas fazem parte de uma assessoria esportiva de Palmas e treinavam para o Campeonato Estadual de Triatlon. O professor, que também se preparava para a competição, agora vai precisar de repouso. “Eu iria participar, mas o mais importante é a saúde. Não posso fazer nenhuma imprudência, porque como professor, minhas atitudes precisam ser um exemplo”.

Ciclista teve escoriações pelo corpo após ser atropelado por carro de passeio (Foto: Divulgação)

Ciclista teve escoriações pelo corpo após ser atropelado por carro de passeio (Foto: Divulgação)

Outro caso

Há exatamente uma semana, o médico Pedro Caldas foi atropelado enquanto corria na marginal leste da rodovia TO-050, em Palmas. Ele sofreu traumatismo craniano e está em coma, internado na UTI de um hospital particular. O estado de saúde dele é grave.

O acidente aconteceu perto do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Tocantins (Dertins). Caldas e o médico Moacir Naoyuk Ito foram atingidos por um carro. Os dois estavam juntos. Naoyuk estava treinando em uma bicicleta e teve ferimentos leves. Os dois são triatletas e corriam com um grupo de assessoria esportiva.

Segundo a Polícia Militar, o carro era conduzido por Iolanda Costa Fregonesi, que não apresentou carteira de habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Ela foi levada para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde pagou fiança de R$ 3 mil e foi liberada para responder em liberdade. Por telefone a família de Iolanda disse que não irá se posicionar sobre o assunto.

Médico teve traumatismo craniano e foi internado no HGP (Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação)

Médico teve traumatismo craniano e foi internado no HGP (Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação)

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.