logo

Polícia Civil prende suspeito por tráfico de drogas em Gurupi

Homem foi flagrado no momento em que fracionava drogas que seriam comercializadas posteriormente 

Policiais Civis da 8ª Divisão Estadual de Investigações Criminais (DEIC), Núcleo Sul, em Gurupi deflagram na manhã desta sexta-feira, 20, naquela cidade, mais uma ação de combate à criminalidade que resultou na prisão de um indivíduo de iniciais J.P.S.P, de 30 anos de idade. Ele é suspeito pela prática do crime de tráfico de drogas e foi capturado em flagrante, mediante cumprimento a mandado de busca e apreensão, quando se encontrava em sua residência.

De acordo com o delegado Rafael Fortes Falcão, titular da DEIC – SUL e responsável pelo caso, após levantamentos previamente efetuados, os policiais da Unidade Especializada constataram que J.P.S.P poderia estar envolvido com prática ilícitas na cidade. Desse modo, a autoridade policial representou, junto ao Poder Judiciário, por mandado de busca e apreensão na residência do indivíduo.

Com a ordem judicial em mãos, os agentes foram até a residência do investigado onde o flagraram com várias porções de maconha, balança de precisão sacos plásticos, utilizados para embalar a droga, certa quantia em dinheiro, além de aparelhos celulares. Diante das evidências, o homem recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico e foi conduzido até a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Gurupi, onde foi autuado pelo crime acima mencionado.

Operação Reverso

A Operação Reverso é uma ação das Polícias Civis dos sete estados da região Norte do Brasil e foi deflagrada visando dar cumprimento a mandados  de prisão, busca e apreensão contra indivíduos suspeitos pela prática de crimes diversos.

A operação foi denominada de Reverso e diz respeito ao caminho oposto da liberdade, ou seja, enquanto centenas de presos deixam os presídios, outros indivíduos em conflito com a lei são encarcerados. Desse modo, a ação da polícia civil tem por objetivo evitar à prática de crimes e ao mesmo tempo dar mais segurança a população de todo o Estado do Tocantins.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.