logo

Escolas da rede estadual são convidadas a se associarem a programa da Unesco

O convite partiu da coordenadora nacional do Programa, Myriam Tricate, durante visita à secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar

As escolas da rede estadual de ensino foram convidadas a participarem do Programa de Escolas Associadas (PEA) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O convite partiu da coordenadora nacional do Programa, Myriam Tricate, durante visita à secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, na tarde dessa terça-feira, 25. Durante o encontro, realizado no Gabinete da Seduc, a coordenadora apresentou o programa, que tem como objetivo fundamental criar uma rede internacional de escolas que trabalhem em prol da cultura da paz.

“É um programa que só tem pontos positivos para as escolas que se associam. Queremos trazer as escolas públicas para perto e estamos conseguindo fazer isso com facilidade”, frisou a coordenadora, ao explicar que o PEA estimula o desenvolvimento de projetos ligados ao tema central trabalhado no Ano Internacional proposto pela Unesco, bem como trabalhos voltados a fortalecer a consciência da cidadania.

O programa está presente em 130 países, sendo o Brasil um dos signatários de sua criação. No Tocantins, a articulação local está por conta de Luciana Carvalho, que está à frente de uma unidade de ensino privada, cadastrada no PEA. Sua meta é ampliar a participação do Estado, fortalecendo o comprometimento social com as causas defendidas pela Unesco. “Estamos ligados a várias escolas em prol dos mesmos objetivos, que é da segurança, da humanidade, do respeito ao planeta, respeito ao outro, tolerância ao outro, de formar uma pessoa para poder viver neste mundo globalizado de forma responsável. É um compromisso muito sério e tem sido muito importante para a comunidade escolar como um todo. Os pais estão envolvidos totalmente nos projetos que a gente trabalha com os temas da Unesco. A escola avançou muito. A rede PEA/Unesco só veio agregar, fortalecer e aprimorar os nossos ideais, tornando mais sólida a missão da instituição de ensino”, explicou.

As escolas associadas recebem um certificado internacional de escola membro e podem utilizar a marca do programa e do Ano Internacional em vigor; além disso, podem receber materiais produzidos pela Unesco e participar de concursos internacionais.

“Receber este convite é um presente. Representa uma grande oportunidade para as nossas escolas, que já desenvolvem projetos surpreendentes, com temáticas conectadas aos propósitos da Unesco. Participar do Programa será mais uma oportunidade de ver esses trabalhos serem reconhecidos para além dos muros da escola, alcançando destaque até mesmo internacional”, considerou Adriana Aguiar, reforçando que realizará, junto à equipe pedagógica da Seduc, um trabalho voltado para a mobilização das escolas da rede estadual a participarem do programa.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.