logo

Escola Estadual Vale do Sol faz parcerias para ampliar o projeto de Educação Financeira

Uma das ações é o projeto de empreendedorismo, com o qual os estudantes aprenderam a montar seus próprios negócios

A Escola Estadual Vale do Sol ganha destaque mais uma vez. Devido aos resultados alcançados com os projetos de Educação Financeira e de empreendedorismo, foi firmada uma parceria entre a unidade escolar e uma instituição financeira, que promoveu um novo impulso as ações já realizadas no ambiente escolar.

A escola assinou um termo de parceria com o Programa Escola Brasil (PEB) do banco Santander, agência de Taquaralto e, até o final do ano, a equipe da instituição financeira irá à escola todos os meses para realizar ações sobre consciência financeira.

A primeira ação realizada foi uma palestra sobre economia e orçamento, ministrada para os alunos. “Essa parceria está sendo muito proveitosa para a escola, porque eles fornecem material didático para professores, deixam tarefas de reflexão e de aprendizagem para os alunos. E são pessoas que não exigem nada da escola, apenas compartilham conhecimentos sem interferir no processo de rotina de ensino e aprendizagem da escola”, contou a diretora da escola, Rosemary Aparecida Tessarin Tinoco.

A instituição financeira desenvolve também uma ação de empreendedorismo social e uma das atividades foi a formação de cestas básicas, que foram doadas para 36 famílias de alunos. “Essa ação foi muito importante porque também somou com as ações sociais que já realizamos na escola durante todo semestre”, esclareceu Rosemary.

A dona de casa Berismar Noronha de Souza, mãe do estudante Victor Noronha de Souza, foi uma das pessoas contempladas com as ações. “Receber uma cesta básica, me senti privilegiada por essa atenção que a escola nos proporcionou. Tenho dois filhos que estudam na Escola, e considero uma ótima unidade escolar, e esses projetos de empreendedorismo ajudam os nossos filhos a se prepararem para os seus projetos de vida”, frisou.

Victor, aluno da 1ª série do ensino médio, também ressaltou esses projetos de educação financeira que são importantes para se prepararem melhor para a vida e para fazer escolhas.

A escola já desenvolve por meio de parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) o projeto de empreendedorismo, no qual ajudou os alunos a fazer experimentos de vendas de balas, de bolos, a promover bazares e obter recursos para ajudar a família. De acordo com a diretora Rosemary, alguns desses alunos aprenderam a desenvolver seu próprio negócio e estão vendendo bombons, geladinhos, e outros produtos.

O Programa Escola Brasil foi criado há 20 anos como forma de estimular ações voluntárias de funcionários da instituição financeira em escolas públicas do País. Em 2018, foram realizadas mais de 400 ações voluntárias, em 87 unidades escolares.

Camila Grandini Albiero, gerente de pessoa física da agência JK Palmas, destacou que esse projeto de empreendedorismo social é realizado pelo Núcleo Atitude. “É uma importante ação realizada por voluntários que arrecadou produtos para a formação das cestas básicas. Firmamos uma parceria com o banco por um ano, e vamos realizar diversas atividades como ações de sustentabilidade, de preservação do meio ambiente e de educação financeira”, contou Camila.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.