logo

Conecte conosco

Em Gurupi são retomadas as sessões presenciais do Tribunal do Júri

De acordo com informações do Tribunal de Justiça, até o dia 18 de junho serão seis julgamentos, entre eles, o caso do assassinato da jovem Adriana Silva Sales de Souza, de 20 anos, morta no dia 24 de fevereiro de 2020, em Gurupi.

Já para esta quarta-feira, dia 9 de junho, está marcado o julgamento onde terá Mário Breno Rodrigues Lopes de Morais no banco dos réus, com quem a vítima manteve um relacionamento amoroso.

Ajudado pelo irmão, o réu teria matado Adriana estrangulada e deixado o corpo debaixo de uma ponte na zona rural da cidade. O caso ganhou grande repercussão na cidade e o Adriana só foi achada alguns dias depois de morta.

A abertura dos serviços foi comandada pelo juiz titular da Vara de Violência Doméstica e Crimes Dolosos Contra a Vida de Gurupi, Jossanner Nery Nogueira Luna.

As sessões serão realizadas em conformidade com o Plano de Biossegurança, proposto por meio de portaria conjunta, que estabelece a retomada presencial das sessões do Tribunal do Júri no âmbito do Poder Judiciário, considerando, entre outros pontos, resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que estabelece medidas para a retomada dos serviços presenciais, observadas as ações necessárias para prevenção de contágio pelo novo coronavírus (Covid-19).

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.