logo

Diretores da rede municipal discutem desafios e possíveis caminhos para uma educação transformadora

Os diretores das escolas municipais de Gurupi participam nessa quinta-feira, 11, de mais uma formação continuada oferecida pela Secretaria Municipal de Educação com foco na valorização e capacitação dos servidores que refletirá positivamente no processo de ensino aprendizado do aluno.  

Os diretores estão reunidos no auditório da Escola Municipal Antônio Lino com a palestrante do Centro de Estudos e Pesquisas e Promoção da Cultura Brincante Fava de Bolota, Kelma Oliveira, que está debatendo o tema “os papéis da escola: caminhos possíveis para uma educação transformadora”. A palestrante destaca sobre o papel da escola, gestão, liderança e os principais desafios que cercam o universo escolar.

Para a gestora a educação tem muitos desafios porque o educador lida diretamente com pessoas. “Para mim o maior desafio é esse profissional entender de gente, conhecer do ser humano, entender que a escola é um lugar vivo, onde as relações são estabelecidas, entender como atender as expectativas das pessoas. O gestor precisa fazer uma gestão muito articulada, onde o afeto esteja presente sem perder a identidade de profissional”, destacou.

Durante as discussões, Kelma destacou que a escola ao longo dos anos assumiu um papel que não é dela, que é da família, e que isso está sobrecarregando professores ao ponto de adoecer dentro das unidades, pois em muitas escolas há o reforço de que a unidade de ensino é uma extensão da casa das crianças. Destaca também que os educadores muitas vezes estão deixando de lado a identidade profissional para exercer um papel de tia e até de mãe. “Dá para manter os laços afetivos com nossos alunos, sem se colocar no lugar de tia, pai e mãe, tanto da criança como do responsável dela. É possível estabelecer relações sem perder a identidade de profissional da educação. É desafiador também termos clareza do nosso papel de profissionais”, pontuou.

Por outro lado, ela enfatiza sobre a importância de ter um olhar sensível à voz dos alunos, porque muitas vezes a escola é o único lugar em que a criança e adolescente pode ser ouvido. “Não está desvinculado do papel de gestor ter esse olhar humano, enxergar as crianças. Por isso é importante ter a frente da gestão profissionais que consigam entender todas as dimensões do ser humano para que consigamos chegar o mais próximo possível das carências dessas crianças”, enfatizou.

O diretor da Escola Municipal Ilsa Borges, Jônatas Barreto, enfatizou a importância desses encontros e das discussões sobre o papel do gestor que tem uma responsabilidade muito grande dentro do processo educacional. “Vivemos um processo de transformação muito grande dentro das instituições de ensino e essas formações vem para nos despertar ainda mais para esses novos desafios”.

Jônatas pontuou alguns problemas que professores e gestores se deparam dentro das escolas como o bullying, que pode acarretar problemas gravíssimos como suicídios, e para muitos isso não é um problema até que bata à porta e que são situações que ocorrem diariamente dentro das escolas em que exigem que os profissionais estejam atentos e sensíveis à voz do aluno. “Precisamos ter um olhar diferente e consigamos dar atenção necessária”, expôs.

As formações continuadas fazem parte do Projeto Educa Gurupi que tem como objetivo discutir metodologias a serem aplicadas e que resultem em bons resultados no processo de aprendizado das crianças e adolescentes.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.