logo

Comissão de Tocantínia participa de capacitação do Selo Unicef em Palmas

Integrantes da Comissão Intersetorial do Selo UNICEF, de Tocantinia, uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a infância e adolescência, sob a coordenação do secretário de Educação do Município, André Goveia, estiveram em Palmas na segunda-feira (6) e na terça-feira (7), participando do 4° ciclo de Capacitação do Selo Unicef, que reuni u representantes de vários municípios tocantinenses, numa iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em parceria com o Instituto Peabiru e o Governo do Tocantins, por meio das secretarias de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), da Saúde (SES) e do Trabalho e Assistência Social (Setas).

André Goveia informou que dentre os temas abordados estavam a prevenção de homicídios, abuso e exploração sexual e trabalho infantil, além de discutir estratégias para a implementação de medidas socioeducativas em meio aberto, e escuta especializada de crianças vítimas ou testemunhas de violência.

“O foco da capacitação está nos secretários municipais de assistência social, articuladores, representantes de Conselhos de Direito de Crianças e Adolescentes e dos Conselheiros Tutelares”, informou André Goveia, destacando que foi bastante ativa a participação dos representantes de sua comissão nesse evento e que a troca de experiências com outros municípios foi importante para adquirir conhecimentos para se implementar várias ações em Tocantínia.

Selo Unicef

O Selo Unicef é realizado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância, em conjunto com os nove governos estaduais da Amazônia e o Instituto Peabiru, e por meio de parceria estratégica com Cemar, Celtins, Energisa, Neve, Amil e RGE. A certificação internacional reconhece avanços reais e positivos para a vida de crianças e adolescentes. Receber o Selo significa que os municípios realizaram esforços, por meio de políticas públicas para promover, proteger e realizar direitos de meninos e meninas. Neste 4º Ciclo de Capacitações, serão mais de 525 municípios participantes, em 15 oficinas distribuídas nos nove estados da Amazônia Legal.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.