logo

Conecte conosco

Com cursos do Integra PC, Secretaria da Segurança Pública estima capacitar mais de 500 profissionais até o final de 2022

Paraíso do Tocantins é a primeira regional a sediar a capacitação.

Cerca de 550 profissionais que compõem as forças de segurança do Tocantins serão capacitados até o final de 2022 por meio dos cursos promovidos pelo Integra PC, projeto realizado pela Secretaria da Segurança Pública por meio da Escola Superior de Polícia (Espol).

A abertura realizada na manhã desta terça-feira, 28, no Teatro Cora Coralina, em Paraíso do Tocantins, contou a presença do titular da SPP, Wlademir Costa, do delegado-geral Claudemir Ferreira, de representantes do Ministério Público Estadual, da Defensoria Pública do Estado, das forças de segurança locais e de sindicatos.

O secretário Wlademir Costa fez questão de frisar o quão fundamental é que as forças de segurança atuem de forma integrada. “A gestão não está em cima, ela está com vocês. Isso é integração, nós estamos juntos. Hoje eu estou secretário, mas sou policial civil. É importante que a gestão esteja integrada com os policiais e com as demais forças de segurança, Ministério Público, Defensoria, Tribunal de Justiça, porque somos nós que garantimos a paz social”, destacou.

O titular da SSP reforçou ainda que aquisição de conhecimento aprimora o serviço prestado. “O conhecimento técnico, todo mundo tem aqui, mas vamos aprimorar. Ao integrar as experiências dos mais antigos e a força da juventude com o conhecimento técnico ficamos mais fortes. Precisamos unir forças para contribuir para uma sociedade melhor”, ressaltou.

A diretora da Espol, Heloísa Godinho, destacou a função da escola na formação dos policiais. “A escola é a porta de entrada da Polícia e é através dela que formamos o policial que queremos para prestar um serviço de qualidade para a sociedade. Nosso objetivo é contribuir para uma formação moderna e diferenciada para todos os profissionais da segurança pública. Ao final do ano teremos cerca de 550 profissionais capacitados em todo o Estado, isso fortalece e valoriza as forças de segurança”, destacou.

Ainda sobre a integração das polícias, o delegado-geral da Polícia Civil, Claudemir Luiz Ferreira, fez questão de frisar como se deu a concepção do nome para o projeto. “Esse nome não é ao acaso, é para integrar a polícia com a própria polícia e com as demais forças de segurança.  Essa integração e troca de conhecimento é fundamental.  A nossa escola vem há algum tempo formando policiais mais qualificados, quando passamos pela qualificação e requalificação aprimoramos o nosso trabalho que é em prol da sociedade”, frisou.

O delegado regional de Paraíso do Tocantins, Bruno Baeza, complementou destacando a importância do policial para as corporações. “Quem faz a instituição são os policiais como esses que estão aqui. Os policiais que vão para as ruas, eles que fazem a nossa polícia. E, como o nome mesmo diz, o objetivo aqui é integrar a Polícia Civil com as demais forças de segurança. Conseguimos êxito nas nossas ações com essa integração”, pontuou.

MP e Defensoria

Representando o Ministério Público, a promotora de Justiça, Cynthia de Paula, destacou que “movimentos como esse de integração contribuem muito e nos deixam mais fortes. Parabéns a Espol por capacitar as forças de segurança. Contem sempre com a parceria do Ministério Público para contribuir no que for possível”, disse.

“Quem ganha é a população de Paraíso com essa capacitação integrada envolvendo todas as forças de segurança que passam ter mais profissionais capacitados, prestando um melhor serviço à população”, complementou a diretora regional da Defensoria Pública de Paraíso, a defensora Arlete Muniz.

Também estiveram presentes no evento, a superintendente de Segurança Integrada, Fátima Holanda; o diretor do Sistema Integrado de Operações, Ricardo Real; a presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Tocantins (Sinpol), Suzi Francisca; representantes do Corpo de Bombeiros e das Polícias Militar e Penal.

Turma de Paraíso

Para esta turma de Paraíso do Tocantins serão ministradas, entre os dias 28 a 30 de junho, as disciplinas de Investigação Criminal Tecnológica; Técnicas de abordagem em zona urbana e rural; e Tiro Policial Avançado. As três disciplinas têm como público-alvo delegados, agentes e escrivães de polícia e também das demais forças de segurança como bombeiros militares, polícia militar e polícia penal.

As próximas edições do Integra PC acontecem em Araguatins, de 9 a 11 de agosto; Guaraí, 23 a 25 de agosto; Colinas, de 13 a 15 de setembro;  Araguaína, 20 a 22 de setembro; Dianópolis, 18 a 20 de outubro; Gurupi, 25 a 27 de outubro; Porto Nacional, 8 a 10 de novembro; e Palmas, 22 a 24 de novembro.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.