logo

Casamento em crise! As principais causas e o que fazer para vencer o desgaste do relacionamento

Casamentos passam por crises sim, por isso é necessário investigar as causas para então buscar alternativas.

O casamento em crise não chega a esse ponto sem que antes tenham aparecido diversos ‘sinais’ de problemas.

Discussões por coisas bobas, desentendimentos frequentes, falta de contato físico, poucos momentos alegres e brigas constantes são alguns sinais de que uma crise está se aproximando.

Entretanto, nem todos conseguem perceber tais indícios. Outros até percebem, mas vivem na negação, achando que “é normal”. Mas, afinal de contas, quais são os motivos mais comuns de um casamento em crise? O que fazer para solucioná-los? É o que veremos a seguir.

1- Discordância que vira disputa.

A discordância é algo inerente aos seres humanos em suas relações, seja com o cônjuge, a família ou os amigos. Entretanto, a discordância não pode ser uma constante e se transformar em uma forma de autoafirmação pois, nesse caso, a discordância vira uma disputa.

Qual é a solução?

Perceber que essa situação foi instaurada é o primeiro passo. Depois, ambas partes devem se esforçar e ter mais paciência e tolerância.  Nada de culpar o outro e esperar dele uma solução! Se as duas partes não se comprometerem com isso, cada frase dita se torna um problema.

2- Falta de intimidade- a grande vilã!

Alguns casais perdem a paixão e, com isso, a intimidade diminui. O desinteresse pode durar muito tempo e é um problema que não é facilmente detectado. Com o passar do tempo, a falta de interesse e intimidade fazem com que o casal não fique mais atento um ao outro.

Nesse sentido, muitos casais tendem a enxergar o outro como amigo apenas, contudo, esquecem que precisam tocar, abraçar, beijar e dizer palavras de amor e paixão não só de afeto. Casal não tem que ser só educado, mas sim apaixonado.

Se homens precisam de sexo, mulheres precisam disso e principalmente de carinho. Talvez seja esse o fator gerador de toda a crise.

Qual é a solução?

A essas alturas você já descobriu que não casou com um príncipe e que você mesma não é uma princesa. Por tanto já se sabe que as mudanças com o corpo serão inevitáveis, mas mantenha o foco, arrume-se, invista sim na sua aparência.

Rotina é uma consequência, mesmice é desleixo. Não se esqueça que mulher é pura emotividade. Leve uma flor (uma só, não precisa ser um buquê caro!). Um simples mimo como um batom ou uma bijuteria também têm efeitos benéficos. Homens gostam de elogios e reconhecimento.

Mande uma pequena mensagem no meio do dia. Escreva coisas bonitas e que realce as qualidades da pessoa.

Cuidem de ficar momentos a sós, estabeleçam rotinas para que os filhos durmam cedo. Abram um vinho (suco para quem não bebe) ou uma cerveja e tomem juntos, conversem, ouçam música. Se olhem.

Qual foi a última vez que você fez algo assim?

3- Quem pode me ajudar a melhorar um casamento em crise?

Por mais grave que pareça a crise, não saia por aí desabafando com todo mundo, principalmente familiares, nesse momento o melhor é esperar e refletir em silêncio. Desabafar nas redes sociais é um verdadeiro suicídio conjugal!

Nesse momento, caso o desabafo seja necessário, busque ajuda de um profissional. Ler e refletir sobre esse assunto ajuda a tomar decisões próprias e mais acertadas. Não aja ou fale por impulso.

4-Trabalho não é tudo!

Claro que um parceiro (a) sem expectativa de crescimento profissional e financeiro é fatal para um relacionamento, mas exagerar no foco profissional e se deixar consumir em uma rotina continuamente exaustiva é um erro. Tem que haver um ponto de equilíbrio entre trabalho e vida a dois.

O que fazer

Se a rotina de trabalho é puxada então é mais um motivo para se ajudarem mutuamente. Mulheres, não descarreguem, nem façam cobranças excessivas ao fim do dia, “basta a cada dia o seu mal”.  Já os homens precisam entender que mulheres também se cansam, mas continuam a trabalhar quando chegam em casa, trabalhem juntos e acabarão mais cedo e terão mais tempo juntos.

5- Vida sexual deve ser constante!

Sexo é uma necessidade do ser humano, não só dos homens! É necessário dedicar mais atenção a esse aspecto. Especialistas em relacionamentos afirmam que casais em crise ou que têm mais episódios de crise, têm menos relações sexuais

Especialistas falam da importância da prática para a relação a dois. Perda de libido, falta de conexão, indisponibilidade de horários, rotina estressante, filhos… São muitos os impasses que afetam a prática e a qualidade do sexo dos casais.

O que fazer

Resgatar a intimidade, ser afetuoso e fugir de relações sexuais por obrigação. Segundo a psicóloga e terapeuta de casais, Denise Miranda de Figueiredo, cofundadora do Instituto do Casal, para melhorar a vida sexual é preciso estabelecer uma frequência que seja boa para o casal e melhorar a qualidade do sexo, nesse sentido vale inclusive estabelecer um número mínimo de relações e se preparar para elas, investindo na aparência e na troca de carinho.

Uma das dicas mais importantes da terapeuta é: “esqueçam o celular e se toquem mais, namorem mais”. Na hora de ir dormir, mesmo que não haja sexo, é importante abraçar, beijar e estar perto. O toque desencadeia uma série de reações no organismo. O cérebro libera endorfinas, que dão a sensação de prazer e bem-estar, por exemplo, além de aumentar a ocitocina, o hormônio do amor.

Jonas Amaral

Jonas Amaral - RP Nº: 911 - DRT / TO - Diretor Geral e Editor Chefe do Portal do Amaral – E-Mail: [email protected] – Tel. (63) 98471-7540 / 99975-7227 / WhatSapp: (63) 98471-7540

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.