logo

Advogado formosense denuncia através de vídeo o caos e abandono que a saúde pública do município enfrenta

O fechamento das empresas e a estagnação da economia do município se dá aos dirigentes políticos que assistiram o caos sem fazer nada, aliado a incompetência administrativa

Através de um vídeo publicado na sua rede social (Facebook), o advogado Ronison Parente da cidade de Formoso do Araguaia denuncia em tom de desabafo e revolta o caos e descaso pela saúde pública que está enfrenta o município.

Ronison Parente inicia o vídeo em frente a um hospital que já foi referência em Formoso do Araguaia e região afirmando que a saúde pública do município chegou ao fundo do poço e que está na UTI. Parente destaca que tanto o Hospital e Maternidade Dona Constância e o Hospital Santa Eliza que hoje já não existe, correspondia a mais de 60% dos atendimentos da cidade.

Parente ainda afirma que desde 2011 as gestantes do município têm que fazerem parto em outras cidades da região porque os números de médicos são insuficientes e ainda por falta de atendimentos nos exames solicitados que não se completam os diagnósticos tendo como resultado um desfecho de sofrimento sempre para os mais pobres, destacou.

De acordo Parente, falam-se que cerca de 20, 30 anos atrás a saúde pública do município era boa e que funcionava, o que para ele era devido ao desenvolvimento e da boa funcionalidade de indústria alojada no município na época. “Ocorre que naquela época havia indústrias de empacotamento de arroz e com isso o emprego era pleno, o que permitia com que Formoso tivesse dois hospitais particulares, o Hospital e Maternidade Dona Constância e o Centro Hospitalar Formoso, que faziam partos e procedimentos médicos de média e alta complexidade”, destacou parente.

Parente finaliza o vídeo afirmando que o fechamento das empresas e a estagnação da economia do município se dá aos dirigentes políticos que assistiram o caos sem fazer nada, aliado a incompetência administrativa onde permitiu-se o fechamento de dois hospitais particulares em que atendiam 60% da demanda médica da cidade, o que desde então 100% da população se ver obrigada a ser atendida pela rede pública de saúde que por má gestão não está preparada para esse atendimento.

Veja o vídeo:

Jonas Amaral

Jonas Amaral - RP Nº: 911 - DRT / TO - Diretor Geral e Editor Chefe do Portal do Amaral – E-Mail: [email protected] – Tel. (63) 98471-7540 / 99975-7227 / WhatSapp: (63) 98471-7540

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.