logo

Conecte conosco

A pedido de Eli Borges, CDHM realizará audiência pública para discutir criação do Dia Nacional do Cristão

Diante dos dados do IBGE que mostram que 87% da população se define como cristã a Comissão de Direitos Humanos e Minorias realizará audiência pública com o objetivo de tratar do Dia Nacional do Cristão, nesta sexta-feira (5).

O autor do requerimento desta audiência é o deputado Eli Borges (Solidariedade/TO), que defende a instituição da data em atendimento ao critério de alta significação para o maior segmento religioso existente no país.

“Seus valores religiosos, éticos e morais constituem fundamento de alta expressão na constituição da sociedade brasileira, sendo oportuna a instituição de uma data comemorativa que os exalte e promova seu permanente fortalecimento, a par das comemorações litúrgicas específicas próprias de cada segmento cristão”, esclarece o parlamentar.

Na audiência pública também será discutido o Projeto de Lei 2832/21, da deputada Dra. Soraya Manato (PSL-ES), do qual o deputado é coautor, e que cria o Dia Nacional do Cristão. A ideia é que essa data seja celebrada anualmente no primeiro domingo de junho.

Para Eli Borges a inclusão no calendário significa um marco para a união de todos os cristãos.

“O assunto se torna evidente quer seja na mídia, em seminários, em movimentos da sociedade. É um dia de reflexão. E se o Brasil tem mais de 80% de cristãos de todas as matizes, independentemente da cor religiosa, estaremos provando para o Brasil e para o mundo o nosso tamanho, importância e o que significamos para o contexto social”, avalia o deputado.

Foram convidados para a discussão:

👉 O pastor da Assembleia de Deus Harbety Carvalho;

👉 O bispo do Conselho Nacional dos Conselhos de Pastores do Brasil (Concepab) Robson Rodovalho;

👉 O pastor do Conselho de Pastores Evangélicos do Distrito Federal (Copev-DF) Josimar Francisco Da Silva;

👉 O apóstolo da Igreja Batista Nova Canaã, Paulo César De Lima Gomes; e

👉 O padre Marcus Paulo.

👉 O evento acontecerá no plenário 13, a partir das 10 horas e será transmitido por meio do portal e-Democracia.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.