logo

58 reeducandos do Barra da Grota são capacitados em curso de panificação e confeitaria

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio de parceria, capacitou 58 reeducandos em Panificação e Confeitaria, na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, em Araguaína.

A Lei de Execução Penal diz em seu artigo 17 que a assistência educacional compreenderá a instrução escolar e a formação profissional do preso e do internado. Como resultado da cumprimento deste direito, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), realizou nesta sexta feira, 28, solenidade de encerramento do Curso de Panificação e Confeitaria do Programa de Capacitação e Implantação de Oficinas Permanentes (PROCAP) na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG), em Araguaína, no norte do estado.

O curso de Panificação e Confeitaria é fruto de convênio realizado entre a Secretaria de Cidadania e Justiça e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), como uma das etapas da meta de Implantação da Panificadora e da oferta de outros cursos do mesmo nicho. De acordo com o gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso, Leandro Bezerra de Sousa, a gestão tem buscado promover com eficiência e eficácia à profissionalização das pessoas privadas de liberdade.  “Nós esperamos garantir aos apenados mais que remição de pena, novas oportunidades para empregabilidade e entrada no mercado de trabalho”, disse.

O curso, com carga horária de 160 horas, foi ofertado a 60 reeducandos, e formou 58 participantes. “O curso nos proporcionou um vasto conhecimento que será utilizado em uma oportunidade futura. Será um trunfo para voltarmos à sociedade de cabeça erguida e com uma profissão”, evidenciou o reeducando B.K.N.S., custodiado na UTPBG.

O diretor da unidade prisional, Guilherme Martins, conta que a oferta do curso demandou a união de esforços em várias frentes de trabalho. “Assim, pudemos concluir a capacitação que irá gerar efeitos positivos intramuros e também possibilitará um recomeço lá fora, o que inclusive faz com que diminua a reincidência em atos criminosos”, finaliza.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.