logo

Vereadores de Lagoa da Confusão cobram melhorias para estradas que cortam o município

Na tarde de quarta-feira (03), os vereadores de Lagoa da Confusão estiveram reunidos  com  o secretario   de Desenvolvimento Urbano do município, Marilson Ferreira dos Santos, para cobrar providências para a solução dos graves problemas  que afetam duas importantes rodovias que cortam o município: a TO-481,  que ligar o município de Dueré ao Assentamento Loroty, e a TO 181, que liga o Assentamento Loroty à Cobrape, esta última, em  situação mais crítica, em vários trechos, prejudicando, sobremaneira, o trafego de veículos, impedindo, até, impedindo o transporte de alunos  que estudam na Escola de Canuanã, da Fundação Bradesco e que moram no Assentamento.

O vereador Salu Barros (PTB), representante do Assentamento Loroty na Câmara de Vereadores, é  um dos mais indignados com a situação dessas estradas, lembrando que o problema acontece todos os anos e que há a necessidade de se fazer ações preventivas para eficazes para quando o período de chuvas chegar, não danifique tanto  as estradas, especialmente, a TO-181.

 “A população do Loroty precisa entender que nós, vereadores, não estamos parados. Estamos fazendo a nossa parte. Nós não temos a chave do cofre. Entretanto, os vereadores é que recebem o maior impacto dessas cobranças, por estarem mais perto do povo”, se queixou Salu.

Buscando  solução

Da bancada do MDB,  a vereadora Raiza Guimarães, lembrou que mesmo se tratando de rodovias estaduais, o município  não pode se furtar em dar sua parcela de colaboração para, pelo menos, amenizar o problema, já que atingem diretamente, produtores rurais e  boa parte da população do município.  Raiza reafirmou que os vereadores estão abertos para encontrar mecanismos que possibilitem reverter  a situação dessas estradas.

Raiza lembrou que, somente neste ano, duas vezes os vereadores estiveram com chefe da Agência Tocantinense de Transportes e Obras – Ageto,  em Paraíso do Tocantins para solicitar o patrolamento das estradas, buscando garantir a manutenção e correção daqueles  pontos considerados mais críticos. Hoje, algumas máquinas já se encontram na região, esperando apenas passar o período de chuvas para dar sequência aos serviços.  Mesmo assim, a realização dos serviços pode ficar prejudicada por falta de combustível suficiente para manter as máquinas em operação.

 Proposta dos vereadores

Questionado se a Prefeitura  de Lagoa da Confusão não teria condições de colaborar na solução desse problema,  fornecendo combustível para as máquinas que já se encontram na região do Loroty,o secretário Marilson Ferreira dos Santos,  disse que não seria possível, pois  esse gasto extra não estaria previsto no orçamento do município. Foi quando os vereadores propuseram que a Prefeitura encaminhe um projeto de lei solicitando autorização para a realização de uma parceria com a Ageto  para aquisição desse combustível, que terá a garantia da aprovação dos legisladores.

O vereador Gel Lino acredita que se a Prefeitura de Lagoa da Confusão fizer alguns  cortes em áreas que não são fundamentais para o município, sobrará dinheiro para investir na recuperação das estradas.

  “Vejo que está faltando vontade política. Como a Prefeitura foi obrigada  pela Justiça a diminuir consideravelmente as despesas  que mantém com a contratação  de um escritório de advocacia, acredito que só com esse dinheiro economizado, se não for possível solucionar o problema, pelo menos,  dará para fazer muito coisa”, alfinetou  o vereador.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.