logo

Período de inscrições para Concurso de Vídeos Todos Contra a Hanseníase termina nesta sexta, 26

Encerra-se nesta sexta-feira, 26, o prazo para que estudantes das escolas estaduais se inscrevam no Concurso de Vídeos #TodosContraaHanseníase. Promovida pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), a iniciativa é direcionada aos alunos do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental da rede estadual. A Seduc estabeleceu parceria com a Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH) para realizar a campanha, que tem a finalidade de promover a reflexão sobre as causas e consequências da hanseníase.

As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas na escola onde o aluno está matriculado. Cada aluno pode inscrever um vídeo, de 1 minuto a 1 minuto e meio, que pode ser produzido com aparelhos celulares, tablets, câmeras fotográficas digitais, filmadoras ou computadores. A escola disponibilizará ao aluno a ficha de inscrição e os anexos com o Termo de Responsabilidade assinado pelos pais ou responsáveis, juntamente com o Termo de Autorização de Uso de Imagem. Conforme previsto em edital, o vídeo deve ser produzido com orientação de um professor. Os vídeos podem devem ser produzidos e enviados ao e-mail indicado por cada escola até as 23:59 do dia 26 de outubro.  O edital completo está disponível no site da Seduc.

O Concurso tem por objetivo estimular ações de promoção à saúde e prevenção da doença e agravos, direcionadas ao enfrentamento das vulnerabilidades dos estudantes diante do alto índice de pessoas com hanseníase no Estado do Tocantins, e contribuir, através de ações de sensibilização sobre a temática, para o fortalecimento das práticas educativas voltadas à saúde na perspectiva do desenvolvimento integral dos estudantes. De acordo com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), em 2017 foram registrados 1.144 casos de hanseníase no Tocantins.

Seleção e premiação

O processo de seleção dos vídeos será realizado em três etapas. A primeira delas ocorrerá na unidade escolar; a segunda nas Diretorias Regionais de Educação e a terceira na Seduc. O resultado será divulgado dia 14 de novembro.

Serão premiados os 1°, 2° e 3° lugares. Os alunos classificados receberão certificado assinado pela SBH e Seduc. Os campeões do concurso e os professores orientadores ganharão um intercâmbio cultural em Palmas, incluindo visitas a pontos turísticos, culturais, cinema e palestra sobre o tema.

Os vencedores do concurso serão homenageados durante a cerimônia de encerramento do 15° Congresso Brasileiro de Hansenologia, que acontece no dia 17 de novembro no Centro de Convenções da capital. O congresso reunirá mais de 100 palestrantes brasileiros e estrangeiros, de 13 a 17 de novembro, e celebra os 70 anos da SBH.

Hanseníase no Brasil

Doença infecciosa crônica causada pela bactéria Mycobacterium leprae, a hanseníase no Brasil é um problema de saúde pública. O doente tem a pele, nervos periféricos, olhos e outras áreas afetadas. Por ano, são notificados mais de 30 mil casos novos no País – número semelhante aos registros anuais oficiais de HIV/AIDS.

A hanseníase pode se apresentar com manchas mais claras, vermelhas ou mais escuras, que são pouco visíveis e com alteração da sensibilidade no local. Quando o nervo de uma área é afetado, surgem dormência, perda de tônus muscular e retrações dos dedos, com desenvolvimento de incapacidades físicas. Nas fases agudas, podem aparecer caroços e/ou inchaços nas partes mais frias do corpo, como orelhas, mãos, cotovelos e pés.

Por muito tempo a hanseníase foi uma doença incurável. Hoje há tratamentos a base de antibióticos, totalmente gratuitos oferecidos pelo SUS.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.