logo

Operação contra o tráfico de drogas cumpre nove mandados de prisão no sul do estado

Mandos foram cumpridos em Formoso do Araguaia, na região sul do estado, e no sistema prisional. Esta é a segunda fase da operação Gran.

Mandados de prisão foram cumpridos no início da manhã desta sexta-feira (12) pela Polícia Civil na segunda fase da operação Gran. A ação policial busca coibir o tráfico de drogas na região sul do Tocantins. Além das prisões, foram apreendias porções de drogas e dinheiro.

As investigações da Polícia Civil apontaram que o grupo é responsável por crimes e pelo tráfico de drogas em Gurupi, Figueirópolis, Fátima e Formoso do Araguaia. Os mandados foram cumpridos por agentes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

Nesta fase da operação, nove prisões foram feitas em Formoso do Araguaia e no sistema penitenciário. Um homem também foi preso em flagrante por tráfico. Com ele a polícia apreendeu porções de cocaína e R$ 1,2 mil.

Segundo o delegado Rafael Fortes Falcão, alguns presos estavam na cadeia porque foram capturados durante a operação Adiposa, realizada pela Polícia Civil há alguns meses.

“Vale ressaltar que muitos dos indivíduos presos hoje, estavam cumprindo prisão domiciliar devido a problemas de saúde, no entanto, eles se aproveitavam desse fator para continuar cometendo crimes, como o tráfico de drogas”, afirmou.

A operação Gran contou com o apoio do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), da DEIC de Porto Nacional e delegacias da regional de Gurupi.

Primeira fase

A operação Gran da Polícia Civil prendeu 12 pessoas suspeitas de tráfico de drogas, nesta quinta-feira (11). Quatro mandados de prisão foram cumpridos em Gurupi, quatro em Fátima e três em Figueirópolis. Segundo as investigações, os alvos pertencem a uma rede de tráfico que atua na região sul do Tocantins.

Segundo o delegado da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic Sul), Rafael Fortes Falcão, as investigações começaram em abril do ano passado e conseguiram identificar núcleos de traficantes, que estavam associados entre si para facilitar a distribuição e venda de drogas nas três cidades.

Segundo a polícia, dois dos mandados cumpridos são de presos que foram condenadas e cumprem pena no presidio de Cariri do Tocantins, um deles é suspeito de comandar o trafico de dentro da unidade prisional.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.