logo

Deputados aprovam lei para aumentar idade máxima de ingresso na PM e nos Bombeiros

Pelo texto, idade passaria dos atuais 30 anos para 35 anos de idade. Medida segue para sanção do governador Mauro Carlesse (DEM).

Os deputados estaduais do Tocantins aprovaram por unanimidade, em dois turnos de votação, uma lei que aumenta a idade máxima para candidatos a ingressar na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros do estado.

Pelo texto, a idade passaria dos atuais 30 anos para 35 anos de idade. A medida agora depende da sanção do governador Mauro Carlesse (DEM) para começar a valer.

O projeto é de autoria do deputado Elenil da Penha (MDB) que disse que a ideia leva em consideração o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, atualmente de 76 anos.

“Em vários estados, como Rio de Janeiro e Sergipe, a idade para entrar na PM e nos Bombeiros já foi ampliada!, explicou ele. “Uma pessoa com até 35, aprovada em todas as fases do certame, inclusive, nos testes físicos, tem plenas condições de atuar na corporação e contribuir com sua competência e experiência”, pontuou.

Em 2016 um projeto d elei semelhante chegou a ser aprovado pelos deputado, mas foi vetado pelo então governador Marcelo Miranda (MDB). A questão da idade dos candidatos foi uma das polêmicas após o cancelamento do último concurso da PM, que foi alvo de fraudes.

Se a mudança for aprovada por Mauro Carlesse, pode beneficiar candidatos que ficariam de fora da próxima seletiva. O Palácio Araguaia informou que ainda não recebeu o texto e que não há decisão sobre o que será feito com o projeto.

Jonas Amaral

Jonas Amaral - RP Nº: 911 - DRT / TO - Diretor Geral e Editor Chefe do Portal do Amaral – E-Mail: [email protected] – Tel. (63) 98471-7540 / 99975-7227 / WhatSapp: (63) 98471-7540

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.