logo

Conecte conosco

Deputado Eli Borges trabalha Projeto de Lei que prioriza a vacinação de Ministros Evangélicos

O Deputado Federal tocantinense, Eli Borges (SD-TO) depois de questionado sobre a possibilidade de inclusão de Ministros Evangélicos no grupo prioritário de vacinação, em 4, (quatro) de abril, iniciou então o Projeto de Lei que faz a inclusão dos Ministros de Culto em lista prioritária de vacinação.

Ainda no ano de 2020, o presidente da república, Jair Messias Bolsonaro definiu como atividades essenciais, as ligadas à religiosidade, durante a pandemia da Covid-19.

Já no início de março de 2021, o pastor Paulo Martins, presidente da Convenção CIADSETA/TO, entrou em contato com o deputado Eli Borges, sugerindo sobre a possibilidade da inclusão dos Ministros Evangélicos na lista prioritária sendo que ainda no início de abril, iniciou-se o Projeto de Lei que solicita essa inclusão.

De acordo o parlamentar, o Projeto de Lei (PL) que teve início em 4 (quatro) de abril já está em estágio regimental avançado, onde já finalizou a fase de elaboração, estudos técnicos e agora está na fase de coleta de assinaturas e busca de subscrição, o qual será seguido de parecer das Comissões e posteriormente irá ao Plenário.

Sensibilizado pelos altos índices de pastores com infecções por causa do novo coronavírus, o deputado Eli Borges afirmou estar confiante na aprovação do Projeto e justifica que Brasília, diferentemente dos estados e por ter um total de 513 deputados, um Projeto de Lei tem seu ritmo processual mais lento, mas que continua firme e confiante trabalhando o tema com a esperança dessa tão necessária aprovação.

Ainda segundo o parlamentar, as atividades desenvolvidas pelos pastores são de suma importância para a vida religiosa do cidadão. “As atividades desenvolvidas pelos pastores são de suma importância para a vida religiosa do cidadão. Observando um certo apego religioso nesses difíceis momentos da pandemia tem se tornado um alento na vida das pessoas. Principalmente na vida daqueles que perdem seus entes queridos e sequer podem se despedir. Nesse momento, observou-se o quão importante é a religião na vida do ser humano, pois a ela nos apegamos nos momentos mais difíceis”, justifica o parlamentar.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.