logo

Deputado Eli Borges defende bancada evangélica de ataques vindo de deputado do PSOL

O cristão é democrático por essência”, esclareceu o deputado Eli Borges

Integrante da bancada tocantinense na Câmara dos Deputados e representando a Frente Parlamentar Evangélica naquela Casa de Leis, o deputado Eli Borges (Solidariedade), usou a tribuna para rebater o pronunciamento considerado preconceituoso e cristofóbico do deputado Glauber Braga (PSOL).

Braga chamou a Bancada Evangélica de “fundamentalista e ligada à ideologia fascista”, durante a votação do texto-base da Medida Provisória que autoriza emissoras de TV e rádio a realizar sorteios em suas programações (MP 923 de 2020).

Para o deputado tocantinense, a fala de Braga é cheia de incoerência, ressaltando que o parlamentar psolista carece de aprender melhor a sobre o real significado de fascismo.  Eli Borges enfatizou que ideologia nada tem a ver com o cristianismo.

Ainda de acordo com o parlamentar, não existe nenhuma tendência de fundamentalismo, e que em qualquer parte do mundo, o cristianismo está ligado a democracia. “Não temos nenhuma tendência de fundamentalismo, porque nós somos radicalmente contra qualquer jeito, estilo, forma política em que a ditadura prevaleça. Pelo contrário, em qualquer parte do mundo o cristianismo está diretamente ligado à democracia. O cristão é democrático por essência”, esclareceu o deputado Eli Borges

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.