logo

Conecte conosco

Biojóias de Capim Dourado representam a arte e a cultura do Tocantins em turnê na Itália

A beleza e a originalidade das biojóias tocantinenses mais uma vez ganharão destaque na cultura e no mercado internacional. A empresária, artista e design de biojóias tocantinense, Fabiana Bezerra, da FB Biojóias, foi convidada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – Unesco, para integrar a turnê brasileira em um circuito de quatro festivais folclóricos na Itália, de 26 de julho a 27 de agosto. Nesta quarta-feira, 03, está programada uma apresentação no Vaticano, para o Papa Francisco.

Na turnê, que acontece em quatro regiões diferentes da Itália, o Brasil está representado pelo Tocantins e por Pernambuco. As peças em capim dourado, e as demais peças de biojóias, criadas e produzidas por Fabiana Bezerra integram a mostra de cultura e arte brasileira na Europa, levando o nosso capim dourado. Já a representatividade de Pernambuco, está por conta do Grupo Bacnaré, Balé de Cultura Negra do Recife, um dos grupos mais premiados internacionalmente.

Sete países participam da turnê, Brasil, Georgia, Colombia, Uruguai, Chile, Nova Zelândia e Itália. Todos os países levam elementos e manifestações culturais e artísticas para se apresentarem em quatro festivais na Itália, são eles: o Latium World Folkloric Festival 2022, em Cori; Rassegna Internazionale del Folklore “Moles Aeterna”, em Tarcento; Festival dei Cuori in Tarcento, em Gorizia; e o Festival Mondiale del Folclore “Castello di Gorizia” in Gorizia, em Milão.

A turnê brasileira já percorreu diversas cidades italianas, com apresentações e intervenções artísticas. Uma demonstração do potencial cultural e artístico do Tocantins e de Pernambuco, expressas nos acessórios femininos e na dança afro-brasileira respectivamente.

De acordo com a artista e design, Fabiana Bezerra, é uma oportunidade de integrar e mostrar a miscigenação da cultura brasileira, considerando que suas peças em capim dourado circulam pela Europa, Ásia e América Latina. “Parece improvável que o capim dourado, símbolo da tradição e cultura tocantinense, ocupe espaço em manifestações artísticas afro-brasileiras na Europa. Mas está acontecendo e a aceitação é extraordinária. Não podemos, nunca, subestimar o poder da arte e da cultura” enfatiza Fabiana Bezerra, satisfeita com a experiência de demonstrar suas peças em um evento cultural.

Geralmente, Fabiana promove a participação da FB Biojóias em feiras internacionais e eventos voltados para a captação e revenda de peças exclusivas do Tocantins. “Para mim, tem sido uma oportunidade e uma experiência nova, riquíssima. O Tocantins precisa mostrar, cada vez mais, o seu potencial cultural e artístico para o mundo. A FB agora tem uma ‘mascote’ pra viajar e levar o capim dourado pelo mundo, que é a Maria Dourada. Ela está fazendo o maior sucesso!” revela Fabiana, se referindo à sua mais nova criação, uma boneca chamada Maria Dourada. A roupa da boneca é toda de capim dourado, Fabiana ainda pretende apresentar ao público tocantinense.

FB Biojóias, do Tocantins

A FB Biojóias é a marca dos produtos criados e produzidos pela artista, design e empresária Fabiana Bezerra. São peças desenvolvidas com matéria prima essencialmente do Tocantins, como brincos, colares, pulseiras, diversos acessórios femininos e outras peças.

Aspectos como a sustentabilidade, criatividade e design das biojóias tocantinenses, já caíram no gosto do mercado internacional. Quando não está criando e produzindo suas biojóias, Fabiana está promovendo suas criações em feiras e eventos pelo mundo. Este ano, a FB Biojóias participou de uma feira no Uzbequistão.

Grupo Bacnaré, de Pernambuco

Criado em 1985, o Grupo Bacnaré – Balé de Cultura Negra do Recife (PE), é um grupo que extrapola os limites da dança, incentivando a pesquisa e o conhecimento das suas raízes culturais. Já recebeu mais de 160 prêmios, sendo considerado um dos grupos brasileiros com maior número de prêmios internacionais.

Abrilhanta plateias do Recife e já mostrou a vários países da Europa, Ásia e América Latina, um Brasil que poucos tiveram oportunidade de ver. A riqueza de suas manifestações culturais resultante da miscigenação da força das três raças (indígena, negra e branca).

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.