logo

Mais de 200 famílias são despejadas de loteamento e casas são destruídas

Um total de 208 famílias foram despejadas do loteamento Portelinha em Porto Nacional, na tarde desta quinta-feira (9). Os assentados estavam em uma área particular há cerca de quatro anos. A desapropriação durou 6h e pelo menos 100 casas foram destruídas, segundo os moradores.

Uma das casas é do pescador Jacinto Lopes de Souza. “Quando eu cheguei na beira do lago, escutei a máquina derrubando as casas e depois vi que a minha estava no chão. Consegui tirar fogão, vasílhas, pratos e levei para a beira do lago.”

“Estamos no assentamento há quase quatro anos. Quando viemos, não tínhamos conhecimento de que existia esse suposto dono, entendíamos que era da união. Agora já a apareceram vários donos. Inclusive essa última ação de reintegração foi ajuizada pelo ex-governador Carlos Gaguim”, afirma o presidente do Conselho Fiscal da Associação de Pescadores, Piscultores e Agricultores, Edson de Oliveira.

O presidente diz ainda que as famílias não tiveram o direito de retirar os móveis. “Fecharam a porteira e não deixaram ninguém entrar. As pessoas não foram avisadas e não tiveram o direito de retirar.”

Por telefone, o deputado federal Carlos Gaguim (PTN), informou que a área em questão pertence à família dele há 15 anos. Disse também que o terreno é escriturado, registrado e declarado no imposto de renda. Carlos Gaguim informou também que está provado na Justiça que a área pertence a ele.

Fonte:
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.