logo

Conecte conosco

Receita notifica empresas com dívidas no Simples Nacional

Sebrae alerta os pequenos negócios a regularizem situação para não serem excluídos do sistema tributário

As micro e pequenas empresas optantes pelo Simples Nacional que estão inadimplentes com a Receita Federal devem regularizar a sua situação para não correrem o risco de serem excluídas desse regime que desburocratiza e desonera o pagamento de impostos, a partir de 1º de janeiro de 2022. Cerca de 440,5 mil negócios que estão com débitos já foram notificados pela Receita Federal. O total de dívidas gira em torno de R$ 35 bilhões.

No último dia 9 de setembro, a Receita Federal disponibilizou, no Domicílio Tributário Eletrônico do Simples Nacional (DTE-SN), os Termos de Exclusão do Simples Nacional e os respectivos Relatórios de Pendências dos contribuintes que possuem débitos com a Receita Federal e/ou com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Os referidos documentos podem ser acessados tanto pelo Portal do Simples Nacional, por meio do DTE-SN, ou pelo Portal e-CAC do site da Receita Federal do Brasil, mediante código de acesso ou certificado digital (via Gov.BR).

Os donos de pequenos negócios têm até o dia 30 setembro para quitarem ou parcelarem suas dívidas com o Fisco. O analista do Sebrae Tocantins, Francisco Ramos, enfatizou que as empresas devem ficar atentas para negociar suas dívidas com o Fisco e regularizar sua situação. “As empresas deixam de pagar uma carga maior de tributos, com o Simples Nacional, e ao serem excluídas perdem vários benefícios. Por isso, é tão importante que os empreendedores regularizem seus débitos, por meio de pagamento ou parcelamento, no prazo de 30 dias a contar da data de ciência do Termo de Exclusão”, alertou.

Oficialmente a ciência se dá no momento da primeira leitura, se a pessoa jurídica acessar a mensagem dentro de 45 dias contados da disponibilização do referido Termo, ou no 45º dia contado da disponibilização do Termo, caso a primeira leitura seja feita posteriormente a esse prazo.

Atendimento

O Microempreendedor Individual pode realizar o parcelamento pelo site http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional. Após o acesso, o MEI verá na página as dívidas que o empreendimento possui, e as opções de parcelamento em até 60x. Basta selecionar o número de parcelas, clicar em aceitar e enviar.

Caso o empresário tenha alguma dificuldade, ele pode procurar a sede do Sebrae Tocantins mais próximo, ou comparecer às Salas do Empreendedor espalhadas pelos municípios, para atendimento e orientações.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.