logo

Conecte conosco

Pastor Antônio Baltazar assume a presidência das Assembleias de Deus Madureira Campo de Gurupi

Após 19 longos anos de relevantes trabalhos prestados longe de onde tudo começou, o pastor Antônio Baltazar foi anunciado no último dia 10 de julho como o novo presidente das Assembleias de Deus Ministério de Madureira Campo de Gurupi. Ele assume o cargo após a morte do pastor João da Cruz Gomes Feitosa.

O anuncio do nome do novo presidente das Assembleias de Deus em Gurupi foi feito pelo Bispo Samuel Ferreira, após reunião entre lideranças nacionais, presidente da Convenção estadual e Diretoria do Campo de Gurupi, onde definiram o pastor Antônio Baltazar como o sucessor do pastor João da Cruz Gomes Feitosa que faleceu na madrugada do dia 09 de julho, aos 64 anos de idade, em Brasília-DF, após quatro meses de luta contra complicações da Covid-19.

O pastor Antônio Baltazar afirmou que estaria assumido o Campo de Gurupi com muito temor e tremor após a partida do amigo e companheiro de ministério, pastor João da Cruz Gomes Feitosa que deixou para a igreja de Gurupi, para o Estado do Tocantins e para o Brasil um grande exemplo de vida, conduta cristã e legado.

De acordo o novo presidente, assumir no lugar do pastor João da Cruz Gomes Feitosa será um dos maiores desafios na sua carreira de líder religioso. “Substituir o pastor João da Cruz Gomes Feitosa não é tarefa fácil diante a sua sabedoria, conhecimento, prudência, forma tão leal de conduzir as coisas pertinentes à obra de Deus. O pastor João da Cruz Gomes Feitosa sempre foi meu inspirador como formador de obreiros, conselheiro, muito cauteloso e responsável, assim como foi muito diligente para trabalhar para o Senhor Jesus que durante 21 anos pastoreou esta igreja com maestria”, considerou o pastor Baltazar.

Pastor Antonio Baltazar também externou a sua gratidão e reconhecimento aos líderes nacionais, estaduais, locais, assim como os demais membros que compõem o corpo da Igreja Assembleia de Deus Campo de Gurupi.

“Minha eterna gratidão aos meus líderes bispo Samuel Ferreira, que é presidente da Convenção Nacional do Ministério de Madureira, Brasil e Mundo (CONAMAD) que achou graça em mim, designando de Bauru/SP para assumir Gurupi, ao bispo Oídes José do Carmo, aos pastores Amarildo Martins da Silva, Newton Pereira Abreu que sempre foram meus exemplos e meus conselheiros que sempre nos acompanhou na fé e na vida ministerial. Deixo aqui registrada a minha gratidão e da pastora Ruthlene Alves Cardoso Cardoso a Deus e a estes homens, como também toda igreja de Gurupi representada pela sua diretoria executiva, todos os pastores dirigentes de congregações e irmãos em geral”, externou o novo líder assembleiano do campo de Gurupi.

Trajetória

Nascido em 4 de janeiro de 1961, natural da cidade de São Gonçalo do Abaeté, em Minas Gerais, pastor Antônio Baltazar Cardoso de Oliveira é filho de Augostinho Cardoso de Oliveira e de Josefina Campos Cordeiro. Desde sempre, ajudava e cuidava de sua mãe, pois seu pai morreu quando ainda era criança.

Em sua adolescência, já demonstrava interesse pela vida ministerial, pois em um dia em que padres vieram até sua cidade para tomar a confissão dos fiéis, o menino Baltazar, depois de se confessar volta para a fila, e os monges ao verem que ele estava novamente na fila, acharam que estava brincando ou zombando e chamaram sua atenção, mas na verdade, ele queria manifestar seu desejo de segui-los no monastério.

Aos 16 anos de idade, em 23 de dezembro de 1977, em meio a uma terrível luta espiritual, entra pela primeira vez em uma igreja evangélica, e no momento do apelo, teve seu encontro com Cristo. Após receber a Cristo como Salvador, foi batizado nas águas em 5 de janeiro de 1978 e batizado com Espírito Santo, em 15 de agosto de 1979.

Ao completar 18 anos de idade, após ouvir a voz de Deus que lhe prometia grandes bênçãos em outra cidade e estado, mudou-se para Gurupi/TO, cheio de fé e coragem. Com pouco tempo que residia na cidade de Gurupi, encantou-se por uma jovem moça. Foi amor à primeira vista. Em 12 de Dezembro de 1980, casou-se com Ruthlene Alves Cardoso, com quem teve três filhas, Milka, Milkylenne e Millena, e hoje é sogro de Marcos, Gustavo e Hartaxerxes e avó de João Pedro, Luís Felipe, Antônio Marcos, Cecília, Valentina, Manuella e Benício, além de centenas e centenas de filhos espirituais.

Trajetória

Pastor Antonio Baltazar começou cedo a trabalhar, sempre dentro de si ardia uma chama em fazer, em realizar com dedicação e excelência. Com um espírito empreendedor e a paixão por carros, todo dinheiro que sobrava investia, comprava uma, duas, ou quantas ferramentas desse com aquele valor, pois sabia que precisava se preparar, pois um dia teria uma oportunidade de montar seu próprio negócio.

Após ouvir a vós de Deus, que o instrui a ir para a cidade de Gurupi aos seus 18 anos, tem a certeza que naquele lugar Deus o iria prosperar em todas as áreas. Ao chegar na cidade, morou em um cômodo pequeno. Logo começou a trabalhar e tudo o que conseguia ganhar aplicava comprando suas ferramentas. O espaço que tinha em sua casa, dividia com as ferramentas que iam se avolumando. Seu sonho, era de ter uma oficina própria.

Logo a oportunidade bateu em sua porta. Um colega descobriu que tinha muitas ferramentas guardadas e oferece uma sociedade. O então jovem Baltazar entraria com as ferramentas e ele com o lugar para montar a oficina. Nasce então sua primeira empresa, a chamada ChevroFiat.

Com o passar do tempo, foi muito bem-sucedido nos negócios, mostrou-se um empreendedor nato, pois montou sua própria oficina agora sem sociedade com ferramentas. Equipamentos e prédio próprio, a Oficina Baltazar e também a Baltazar autopeças, além de construir prédios e várias casas.

Lá atrás, alguém um dia profetizou na vida do pastor Antônio Baltazar que seria muito prospero, e que tudo o que colocasse as mãos, Deus validaria e prosperaria, abençoando ele, sua família e todos que estiverem a sua volta.

Atuação Ministerial

Mesmo no início de sua fé, mostrava grande interesse pela Obra de Deus. Devoto, dedicado e comprometido com o Reino de Deus se esforçava em fazer com excelência aquilo que vinha as suas mãos. Obedecendo a chamada de Deus para o santo ministério, foi consagrado diácono em 15 de Maço de 1981. Como diácono, passou a dirigir Igrejas e pontos de pregação. Três anos depois, em 20 de outubro de 1984 foi separado a presbítero.

Em 23 de Setembro de 1987, alcançou do Senhor a graça, sendo separado a ministro do evangelho da Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil (CONAMAD) como Evangelista.

Vale ressaltar, que ao ouvir a voz de Deus foi comissionando ao chamado para ser pastor de ovelhas, decide então fechar suas duas empresas em plena força física e com as empresas crescendo a cada dia, para dedicar-se exclusivamente ao ministério pastoral. Com essa decisão tomada, foi preparar-se, concluir os estudos do colegial. Formou-se em bacharel em Teologia pela FAETEL (Faculdade Teológica Logos) e em Ciências Contábeis pelo Centro de Ensino Ari Ribeiro Valadão.

Desenvolveu importantes atividades e projetos educacionais quando, por 17 anos, foi diretor social do IESEG (Instituto Educacional Social Evangélico de Gurupi). Foi amigo da escola, palestrante de assuntos relacionados à cidadania, conselheiro e muitas outras funções. Foi coordenador durante muitos anos de cursos teológicos.

Foram 10 anos de preparo e de grandes experiências. Então, Treze anos depois de sua consagração a evangelista, em 7 de maio de 2000, atendendo ao desejo da Igreja de Gurupi/TO e obedecendo a chamada de Deus para a sua vida, foi consagrado a pastor. Exerce então, importantes atividades na Igreja e na sociedade. Atuou como secretário, tesoureiro, superintendente da Escola Bíblica Dominical. Por longos anos serviu a Deus como vice-presidente de vários pastores. Seu ministério orgulha-se de poder citá-lo como mentor e criador do Conselho Diaconal, a nível nacional.

Conciliando os trabalhos da Igreja e vida particular, Pastor Antonio Baltazar ainda encontrou tempo para atuar como membro dos Gideões Internacionais por 19 anos, sendo eleito como presidente da instituição por cinco anos. Ainda como Gideão Internacional, foi Secretário de Bíblia e Secretário junto às Igrejas na cidade de Gurupi/TO. Seu ministério foi além das fronteiras e como capelão desenvolveu importantes atividades espirituais junto à comunidade. Foi membro da ADHON (Associação de Homens de Negócios do Evangelho Pleno) por cinco anos.

Como pastor auxiliar, desenvolveu vários trabalhos evangelísticos de grande notoriedade. O mais impactante deles foi realizado na cidade de Figueirópolis, onde cem por cento dos moradores ganharam um exemplar da Bíblia Sagrada. Em 2 de Maio de 2005, assumiu a Presidência da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Central, Ministério de Madureira em Porto Velho/RO, fazendo com que o ministério alcançasse, em todas as áreas, níveis que foram até este momento, apenas sonhados pelos obreiros que por ali passaram.

Recebeu de Deus um profundo zelo pela sua Obra, o que o levou a construir Igrejas, que sob a inspiração do céu, conseguiu levantar várias delas do piso ao acabamento.

Em 22 de abril de 2012, assume a presidência da Assembleia de Deus Ministério de Madureira no campo de Bauru, onde tudo o que foi feito, exaltou o nome de Deus e expandiu o seu Reino na terra. Depois de nove anos de um trabalho de excelência ao Reino de Deus na cidade de Bauru, em 10 de julho de 2021, retorna para presidir como presidente das Igrejas Assembleias de Deus Ministério de Madureira Campo de Gurupi.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.