logo

Novo prefeito de Lajeado diz que pretende investir em frota escolar e abastecer unidades de saúde com materiais básicos

Junior Bandeira foi eleito com 77,08% dos votos válidos, durante eleição suplementar neste domingo (1º). Os eleitos serão diplomados até o dia 16 de dezembro.

O novo prefeito de Lajeado, que ficou com 77,08% dos votos válidos na eleição suplementar deste domingo (1º), disse que uma das prioridades é colocar as contas do município em ordem. Antônio Luiz Bandeira Junior (PSB), o Junior Bandeira, destacou também que melhorar os indicadores da educação e investir na saúde, com materiais básicos e medicamentos.

O candidato foi eleito com 1.779 dos votos e ficou em primeiro lugar na disputa. O vice-prefeito é José Edival Gomes Alves. Os eleitos serão diplomados até o dia 16 de dezembro. O pleito foi convocado após a cassação do prefeito Tércio Dias Melquiades Neto (PSD).

Em entrevista ao G1, logo após o final da votação, Junior Bandeira disse que a união de lideranças e o apoio da maioria dos vereadores fizeram diferença para garantir a vitória. O prefeito elencou as prioridades. Na área da educação, o objetivo é melhorar a frota de veículos e estruturar as escolas.

“Precisamos investir na frota de veículos escolares que está sucateada, melhorar os indicadores da educação e estrutura melhor as escolas. Há uma escola de tempo integral que foi criada na zona rural, ela está implantada, mas de forma precária. Precisamos dar realmente uma cara de escola de tempo integral”.

Na área da saúde, o prefeito disse que quer suprir necessidades básicas. “Temos duas unidades de saúde na cidade e uma na zona rural. Tem profissionais, mas elas precisam ser assistidas com materiais básicos, medicamentos”.

Junior Bandeira também argumentou que vai investir na segurança pública, pavimentar as ruas, arrumar a cidade, corrigir a iluminação pública para ajudar a reduzir a violência nas rua se fortalecer a atividade turística.

“Queremos fortalecer a atividade turística de Lajeado. Aqui tem a usina hidrelétrica, lagos, cahoeiras, queremos modernizar a praia do Segredo e estimular a visita na UHE Lajeado”.

Movimentação na frente de local de votação em Lajeado — Foto: Paula Bittencourt/TRE

Movimentação na frente de local de votação em Lajeado — Foto: Paula Bittencourt/TRE

Antônio Luiz Bandeira Junior (PSB), o Junior Bandeira, teve 1.779 dos votos válidos, o que corresponde a 77,08%, e ficou em primeiro lugar na eleição suplementar realizada neste domingo (1º). O vice-prefeito eleito é José Edival Gomes Alves. O pleito foi convocado após a cassação do prefeito Tércio Dias Melquiades Neto (PSD).

O outro candidato, Antônio Alves Oliveira (PSL), o Toninho da Brilho, teve o registro de candidatura indeferido e concorreu sub judice após apresentar recurso. Os votos dele não serão divulgados até o julgamento do recurso. Neste domingo, o candidato foi impedido de votar porque está com o título eleitoral suspenso.

Segundo informações divulgadas pelo sistema do TRE, a cidade tem 3.040 eleitores, mas apenas 2.308 compareceram. Foram computados 42 votos brancos, 91 nulos e 732 abstenções.

Junior Bandeira, o candidato eleito, é advogado, tem 64 anos e foi prefeito de Lajeado entre 2001 e 2008. Natural de Tocantínia, ele está em Lajeado há 23 anos e também concorreu a prefeitura do município nas eleições de 2012 e 2016.

A eleição suplementar contou com quatro locais de votação e 14 seções, sendo que nenhuma urna eletrônica apresentou problemas durante a votação, de acordo com o TRE.. Ao todo, 42 mesários participaram do pleito.

Os eleitos serão diplomados até o dia 16 de dezembro. Quem vencer fica no comando da cidade até o final do ano que vem. A nova eleição foi convocada após a cassação do prefeito Tércio Dias Melquiades Neto (PSD).

A cassação foi motivada por acusações de que ele e o vice, Gilberto Borges (PSC), foram beneficiados com um esquema que envolvia compra de votos nas últimas eleições municipais ocorridas em 2016. Os dois negam as acusações e recorreram da condenação.

Atualmente a cidade está sob o comando do presidente da Câmara de Vereadores de Lajeado, José Edival Gomes (MDB).

Tércio Dias chegou a anunciar a intenção de concorrer na eleição suplementar, mas não teve sucesso e acabou precisando renunciar à candidatura.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.