logo

Conecte conosco

Narguilé, cigarro e derivados do tabaco: os vilões do câncer de pulmão e boca

Especialistas alertam sobre as consequências do uso dessa substância

O dia 31 de maio foi estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para conscientizar as pessoas sobre os problemas causados pelo tabaco no organismo.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA) a última estimativa mundial feita em 2012  calcula 1,8 milhão de casos novos, sendo 1,24 milhão em homens e 583 mil em mulheres.

Conforme o médico radio-oncologista da Radioterapia Irradiar, Ismar Rezende, o câncer de pulmão, assim como todos os tipos de neoplasias, quando diagnosticado no início tem mais possibilidade de cura e o tratamento é menos invasivo.

“O tabagismo é o principal causador do câncer de pulmão. Alguns dos principais sintomas são perda de peso e tosse persistente”, explica.

Segundo Rezende, após o diagnóstico e confirmação da doença o médico irá indicar o melhor tratamento. “O câncer de pulmão pode ser tratado com radioterapia, quimioterapia, cirurgia ou ainda, a depender do estágio da doença, uma combinação dessas técnicas, sempre mensurando os riscos e os benefícios ao paciente”, ressalta.

O cirurgião dentista da Radioterapia Irradiar, Rafael Godoy, também explica que o tabaco está entre alguns dos principais fatores contribuintes para o desenvolvimento do câncer de boca.

“O câncer de boca também conhecido como câncer de lábio e cavidade oral é um tumor maligno que afeta lábios, estrutura da boca como gengivas, bochechas, céu da boca, língua, principalmente as bordas e a região embaixo da língua.

É mais comum em homens acima de 40 anos e a maioria dos casos são diagnosticados em estágios avançados”, pontua.

Atualmente muitas pessoas têm usado narguilé e outros derivados do tabaco, o dentista explica os malefícios deste uso. “Ao consumir o narguilé, além de absorver substâncias tóxicas, a pessoa inala os produtos da combustão do carvão que é utilizado para fazer a queima do fumo e de acordo com a OMS não existe consumo seguro de tabaco incluindo charutos, cachimbos, cigarros e o próprio narguilé”, menciona.

O diagnóstico do câncer oral normalmente pode ser feito por meio de um exame clínico visual, mas a confirmação depende da biópsia. Alguns exames de imagem como a tomografia computadorizada também auxiliam no diagnóstico e principalmente ajudam a avaliar a extensão do tumor.

“O exame clínico associado a biópsia com o estudo da lesão da tomografia, em alguns casos, permite ao cirurgião definir o tratamento adequado ao paciente”, explica Godoy.

Maio vermelho

Vale lembrar que maio também é o mês de prevenção do câncer de boca. Neste ano o INCA divulgou novas orientações quanto a esse tipo de neoplasia.

“Antes era preconizado que o paciente fizesse um autoexame da região oral, agora a principal medida é que se deve procurar um dentista ou médico caso surja algum machucado ou lesão que não desapareça em até 15 dias”, destaca o cirurgião dentista Rafael Godoy.

Radioterapia Irradiar

Localizada em Palmas a Radioterapia Irradiar possui um acelerador que figura entre os mais modernos do País, sendo capaz de realizar radioterapia conformacional 3D, de intensidade modulada (IMRT) e IGRT além da Radiocirurgia (técnicas que maximizam os resultados com menores impactos à saúde do paciente).

O aparelho focaliza e emite a radiação de forma específica para não comprometer os demais órgãos. A clínica está localizada na Quadra 501 Sul, Rua NS-A, Conjunto 02, Lote 10 dentro do Centro Oncológico de Palmas.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.