logo

Governo do Estado desenvolve ações para reestruturar Polo de Confecções no Tocantins

Uma equipe do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Sics) visitou os polos de confecções no estado de Goiás para conhecer os modelos de negócios implantados no local que transformaram a região referência no país neste segmento. A visita é parte de uma série de ações desenvolvidas pela pasta com vistas a reestruturar o Polo de Confecções no Tocantins.

Em Goiás, equipe visitou o Polo Têxtil de Inhumas, de Taquaral e Jaraguá, municípios situados no entorno da Capital, que trabalham com diferentes segmentos, como lingeries, moda praia, cama, mesa, banho e vestuário. A agenda no Estado iniciou na última quarta-feira, 26, e encerrou-se no sábado.

A primeira visita foi ao Polo Têxtil de Inhumas que está instalado em uma área de 50 mil m², localizada na Fazenda Saleiro e tem espaço para 52 galpões. Ao todo, foram investidos R$ 11 milhões no projeto. Desse valor, R$ 1 milhão foi financiado pelo Tesouro Municipal, e R$ 10 milhões pelos empresários através de empréstimos no Banco do Brasil.

Em Taquaral, eles conhecerem o Arranjo Produtivo de lingeries que abrange 18 municípios. O projeto recebeu o apoio do Governo do Estado por meio de incentivos e da aquisição de uma máquina de corte de mais de R$ 1 milhão de reais que impulsionou a produção.

No município, a equipe também conheceu o Centro Tecnológico de formação de mão-de-obra regional. Além disso, a equipe se reuniu  com arquitetos que desenharam o modelo das instalações dos polos de confecção para estudar a possibilidade de trazer este mesmo projeto para o Tocantins, com as devidas melhorias e inovações que o tornem mais econômico e competitivo.

“São negócios super dinâmicos e animadores, já que toda a produção é comercializada dentro e fora do País, gerando centenas de emprego”, afirmou o diretor de Indústria e Comércio, Vilmar Carneiro. No último sábado,  a equipe visitou o polo de Jaraguá, um dos maiores da região de  vestuário e moda.

 

Reestruturação

A primeira reunião com o segmento de confecções no Tocantins ocorreu em março, na sede da Sics, quando foi repassado pelos empresários ao secretário e técnicos da pasta, as principais dificuldades e desafios para se reestruturar o setor. Na ocasião, foram  apontados, que entre as ações previstas para alavancar o segmento de confecção no Estado, estão à adoção de políticas públicas voltadas ao segmento, a realização de um diagnóstico e, ainda, a implantação de um centro de comercialização dos produtos.

“As visitas ao polo de confecções de Goiás estão sendo importantes para avaliarmos a oportunidade de se implantar um projeto semelhante no Estado do Tocantins. Estamos vendo como  o Governo pode implantar aqui um segmento tão dinâmico que possa gerar mais renda e emprego, de forma imediata para a população”, afirmou o secretário da pasta Ridoval Chiareloto.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.