logo

Escola de Tabocão cria ação para reduzir casos de indisciplina

Com a ação Meu esforço em reais, à medida que os alunos iam alcançando melhores notas e bom comportamento recebiam recursos simbólicos, que foram utilizados na compra de lanches 

Os educadores da Escola Estadual Girassol de Tempo Integral Major Juvenal Pereira de Souza, de Tabocão, encontrou uma fórmula para reduzir os casos de indisciplina e de falta de interesse dos alunos pelo estudo. Com a ação denominada Meu esforço em reais, à medida que os alunos iam alcançando situações meritórias iam recebendo moedas simbólicas. A escola criou alguns critérios como participação, comportamento, disciplina, entre outros para a distribuição das moedas.

A escola desenvolveu essa atividade de forma experimental com os estudantes da turma do 7º ano do ensino fundamental, e como os resultados foram satisfatórios, a ação será transformada em projeto e continuará a ser desenvolvida no segundo semestre.

Como ao longo do segundo bimestre, os alunos foram juntando as cédulas que foram conquistando, a escola promoveu uma tarde de recreação, montou uma micro feira com produtos como salgadinhos, brigadeiros, pipoca gourmet, refrigerantes, bolo de chocolate, pirulitos, balas e geladinhos e diversos brinquedos como pula-pula e bingo.

A estudante Maria Júlia de Castro Batista, 12 anos, contou que aproveitou os recursos que tinha para experimentar todos os tipos de lanches. “Achei a ideia legal, percebemos que houve mais interesse dos alunos pelo estudo. Eu mesma passei a estudar mais”, contou.

A estudante Isabela Vita Guimarães Correia, 13 anos, comentou que também experimentou vários tipos de lanches. “Houve mais interesse por parte dos meninos e das meninas em se comportarem melhor e de se esforçarem mais para estudar”, frisou.

A diretora da escola, Gláucia Costa Ferreira Leão, explicou que essa turma estava apresentando situações de desinteresse pelo estudo. Após a ação, aconteceu uma mudança significativa na sala de aula, alunos estudando mais, maior interesse nas ações realizadas pela escola. “Essa foi uma ação que definimos no Conselho de Classe, e contou com a parceria dos professores e demais servidores da escola, e deu muito certo”, ressaltou.

Rosangela Rodrigues de Melo, coordenadora pedagógica, também destacou os resultados. “Podemos dizer, que os estudantes melhoraram muito com relação ao comportamento e participação. Agora, quando algum aluno, por algum motivo, não consegue estar presente na aula, ele pede aos pais que justifique a sua ausência”, comentou.

Com a ação, a escola promoveu uma redução nos casos de indisciplina, falta de interesse pelo estudo e os estudantes apresentaram maior motivação.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.