logo

Conecte conosco

Secretaria de infraestrutura de Formoso do Araguaia inicia trabalho de limpeza urbana

Sem uma forma adequada para a coleta dos resíduos e destino final, o lixo sempre foi um problema enfrentado pela população de Formoso do Araguaia.

Como solução, uma das primeiras ações do secretário Municipal de Infraestrutura, Elias Valadares foi o mapeamento do recolhimento dos detritos e um intenso trabalho de limpeza urbana, proporcionando uma nova cara à cidade.

Segundo o secretário, “a falta de estrutura e empenho nas políticas públicas com ações para solucionar o problema do lixo tem causado consequências e preocupação. Formoso do Araguaia não possui aterro sanitário e o lixão a céu aberto fica próximo da cidade, isso vem gerando preocupação aos moradores de chácara próximos do local em que são depositados os dejetos”, relatou.

O secretario explica ainda que a atual gestão vai trabalhar para a coleta adequada e o destino correto do lixo. “Enquanto não temos um local adequado e até que se elabore um projeto para a construção de um aterro sanitário, a nossa alternativa, conforme entendimento com o prefeito Heno Rodrigues, é o desenvolvimento de ações que visam a conscientização da população, e isso pode ser promovido através da utilização da Política dos 3 R’s: Reduzir, Reutilizar e Reciclar”, destacou.

A Esquerda – Elias Valadares – Secretário de Infraestrutura.

A coleta seletiva é uma das alternativas citadas por Elias Valadares. “Além de ser uma forma de contribuir para a redução do grande volume de objetos coletados todos os dias, a população poderá contribuir para facilitar o trabalho dos catadores de materiais recicláveis”, disse, acrescentando que “com simples atitudes e mudanças de comportamento todos os moradores podem colaborar para reduzir a produção de lixo de uma forma em geral”.

Saúde pública

O lixo é também um problema socioeconômico, visto que grandes quantias de dinheiro são revestidas à coleta e destino dos dejetos urbanos. No aspecto social, vários indivíduos são afetados pela concentração de lixo mal acondicionado, que causa proliferação de insetos, transmissão de doenças, poluição visual, entupimento de bueiros, entre outros incômodos.

Como identificar

É considerado lixo qualquer material que não tenha mais utilidade e que não tenha valor. É qualquer objeto cujo proprietário deseja eliminar. Material produzido pelo homem que perde a utilidade e é descartado.

O lixo pode ser classificado como:

Lixo Domiciliar – gerado pelas atividades residenciais é composto por restos de alimentos, produtos deteriorados, jornais, revistas, embalagens em geral, papel higiênico, etc.

Lixo Comercial – gerado pelos diferentes segmentos do setor comercial e de serviços, como supermercados, estabelecimentos bancários, lojas, bares e restaurantes. O lixo destes estabelecimentos é composto principalmente por papeis, plásticos, restos de alimentos e embalagens.

Lixo Industrial – originado nas atividades dos diversos ramos da indústria. A composição desses resíduos varia conforme o tipo de indústria, podendo ser formado por cinzas, lodos, resíduos alcalinos ou ácidos, papeis, plásticos, metais, vidros, cerâmica, borracha, madeira, entre outros.

Lixo dos Serviços de Saúde – produzidos por hospitais, clínicas, laboratórios, ambulatórios, consultórios odontológicos, farmácias, clínicas veterinárias e postos de saúde. Caracteriza-se por resto de alimentos, papéis, plásticos, seringas, agulhas, bisturis, ampolas, materiais radioativos, etc.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.