logo

header-ad

Textos de Zacarias Martins são publicados no Anuário da Poesia Paraense

Literato atuante, integrante da Academia Tocantinense de Letras, com sete livros publicados e com participação em mais de 60 antologias literárias pelo país afora, o poeta e jornalista Zacarias Martins, de Gurupi, é um dos autores que figuram com destaque no I Anuário da Poesia Paraense,  publicado pela Editora  LiteraCidade, de Belém do Pará. Prefaciada pela consagrada poeta paraense Olga Savary,  obra foi organizada pelo escritor Airton Souza e será lançada nesta sexta-feira, dia 05, na Biblioteca Municipal Orlando Lima Lobo, de Marabá (PA), com trabalhos poéticos  de 50 autores nascidos ou residentes no Estado do Pará.

ZaccaZacarias Martins é natural de Belém, mas reside no Tocantins desde 1983, mesmo assim, ele mantém um movimentado intercâmbio com intelectuais e instituições culturais do Pará. O autor que participa com as poesias “Cala-te boca” e “A falta”, disse que se sente muito honrado  por participar dessa obra, principalmente, em poder figurar ao lado de grandes expressões da poesia paraense contemporânea.

“No ano passado, aceitei o convite do Airton Souza para participar desse projeto, pois sou conhecedor do trabalho  de fomento literário e de incentivo à leitura desenvolvido por ele  nas regiões  sul e sudeste do Pará. Trata-se de um trabalho que tem o reconhecimento público e vi nesse anuário uma boa oportunidade para difundir ainda mais a minha  produção literária”, afirmou Martins.

Ainda de acordo com Zacarias Martins, participar do I Anuário da Poesia Paraense, é de ser um reencontro salutar com suas raízes culturais, é  uma experiência  gratificante para a sua carreira literária, especialmente porque o aproxima de seus conterrâneos e irmãos de letras. “Fiquei muito feliz  com minha participação nessa importante obra. É uma forma  de também me reencontrar, ou seja, reencontrar  com aquele poeta  sonhador e inspirado, dos anos  de 1980, que começou sua carreira literária em Belém do Pará e depois ganhou o mundo, vindo parar,  finalmente, em terras tocantinenses”, concluiu o poeta.

___

Parceiros:

Par_02

Fonte:
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.