logo

Reunião com secretários de educação no MEC irá tratar do combate ao Aedes Aegypti

Uma reunião marcada para a próxima quinta-feira, 4, em Brasília, irá discutir as ações em nível nacional para combater o Aedes Aegypti, mosquito transmissor de doenças como a dengue, achikungunya e o zika vírus. O encontro, que contará com a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, irá reunir representantes de secretarias de Educação de todos os Estados e do Distrito Federal.

O diretor de Diversidade e Programas Educacionais da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Felipe Carvalho, vai representar o secretário Adão Francisco de Oliveira no encontro com o MEC. De acordo com ele, a reunião tem como objetivo alinhar as ações de combate ao mosquito transmissor de doenças que vêm causando transtornos em todo o país.

“Durante a reunião nós iremos conhecer as estratégias de conscientização da campanha nacional que será realizada em todas as escolas. Esperamos que essa reunião possa nos trazer mais informações no sentido de contribuir com o trabalho que já iniciamos no Estado do Tocantins”, completou.

Em âmbito estadual, a Seduc, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e demais entidades, vem trabalhando no envolvimento de todos os alunos tocantinenses no combate ao Aedes Aegypti e no controle das doenças causadas por este vetor.

O primeiro passo no Estado já foi dado com a formação do Comitê Estadual de Enfrentamento aoAedes Aegypti, formado pela Secretaria de Saúde, Casa Civil, Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas), Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), além da Polícia Militar do Tocantins, Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, Defesa Civil Estadual, Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Tocantins (Cosems-TO) e Ministério da Saúde.

“Juntamente com os trabalhos do Comitê, nós temos a sala Estadual de Coordenação e Controle para o Enfrentamento da dengue, chikungunya e zika. Os nossos técnicos estão em contato com todos os municípios do Estado para monitorar e auxiliar nas ações de combate ao mosquito”, destacou Paulinelli Nunes, técnico da Gerência de Projetos da Seduc.

Entre todas as ações perenes ou pontuais, a meta da gestão estadual é envolver o maior número possível de pessoas no combate à transmissão das doenças já citadas. Por isso a Seduc vem trabalhando em planos de ação que visem mobilizar os cerca de 185 mil estudantes e 20 mil professores de todo o Tocantins.

“A Seduc está presente em todos os municípios do Estado, incluindo regiões mais afastadas ou isoladas, como assentamentos e comunidades rurais. Por isso temos que trabalhar para mobilizarmos todos em prol de ações contundentes de combate à dengue, Chikungunya e zika”, completou Felipe Carvaho.

Parceiros:

Par_04

Fonte:
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.