logo

PRF do Tocantins divulga balanço do ano de 2016

A Polícia Rodoviária Federal no Estado do Tocantins (PRF/TO) registrou em todo o ano de 2016 uma redução no número total de acidentes nas rodovias federais que cortam essa unidade federativa.

Conforme o balanço, quando comparado ao ano de 2015, observa-se uma redução de 4,26% no número total de acidentes, passando de 868 ocorrências em 2015 para 831 registros em 2016.

Não obstante, o número de acidentes graves aumentou passando de 245 acidentes em 2015 para 253 ocorrências em 2016, números que trazem consigo a elevação do número de vítimas fatais e feridos.

PRFFA atuação da PRF no Estado do Tocantins foi intensificada, no entanto, para alcançar uma redução de mortes deve acontecer um conjunto de ações, que incluem maior conscientização dos motoristas, aumento do valor das multas para infrações com maior potencial de causar mortes.

Percebe-se com base nos dados levantados que o motivo principal ainda apresenta-se na colaboração dos condutores. Toda vez que os motoristas adotam posturas mais defensivas e dirigem de forma mais prudente, a tendência é que se reduza o número de acidentes e, consequentemente, o número de vítimas.

Vale destacar que a colisão frontal, provocada principalmente por ultrapassagem indevida, ainda é a principal causa de acidente com vítimas fatais, e pode ser evitada por uma direção mais consciente adotada pelos condutores – a pressa é inimiga da segurança no trânsito.

A região atendida pela Unidade Operacional da PRF em Araguaína/TO apresenta-se com o maior número de acidentes graves (com vítimas fatais e feridos graves) registrados no Estado do Tocantins, correspondendo a quase 30% do total de acidentes dessa natureza.

Referido índice decorre principalmente da longa extensão da BR-153 que corta a cidade de Araguaína/TO, fato que somado a imprudência e imperícia de alguns condutores acabam elevando o número de acidentes graves, gerando um grave custo social. A região atendida pela Unidade Operacional da PRF em Gurupi/TO vem logo na segunda colocação desse ranking, seguida por Guaraí, Paraíso e Palmeiras do Tocantins, respectivamente.

e-DAT

Desde 2015 a Polícia Rodoviária Federal disponibiliza aos usuários de rodovias o sistema e-DAT, que é a Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito, instrumento oficial para registro pela internet de ocorrências de acidentes em rodovia federal.

Podem ser registrados via e-DAT aqueles acidentes de natureza simples (aquele com pequenos danos nos veículos, como, por exemplo, leves avarias nas partes externas), que, em geral, estão relacionadas a acidentes de pequena monta; acidentes sem vítimas, que não tenham provocado dano ao meio ambiente ou ao patrimônio público; sem envolvimento de veículos oficiais, sem correlação com crime de trânsito (alcoolemia, por exemplo); que não tenham provocado interrupções de pista entre outros requisitos.

Confira todos em https://www.prf.gov.br/portal/atendimento-a-acidentes/declaracao-eletronica-de-acidente-de-transito-e-dat

NÚMEROS

Acidentes – 868 (2015) / 831 (2016) – redução de 4,56%

Acidentes graves – 245 (2015) / 253 (2016)

Feridos graves – 745 (2015) / 795 (2016)

Óbitos – 93 (2015) / 107 (2016)

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO E FISCALIZAÇÃO

Além do patrulhamento ostensivo, por meio do qual a PRF/TO fiscalizou 84.582 veículos e cerca de 100 mil pessoas de pessoas em 2016, ações educativas também foram promovidas buscando sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro.

Durante as fiscalizações, em alguns postos, condutores abordados, enquanto aguardaram os procedimentos, foram convidados a assistir a vídeos que mostram comportamentos inadequados no trânsito e as consequências dessas condutas. A intenção é mostrar que a correta conduta do motorista é fundamental para a redução da violência no trânsito.

Mesmo com campanhas sobre o comportamento do motorista, a PRF emitiu, apenas no Estado do Tocantins, 17.426 autos de infração durante todo o ano de 2016. A conduta que resultou no maior número de infrações nas rodovias federais foi o excesso de velocidade, seguida por autuações resultantes de ultrapassagem em local proibido.

Em 2016, 22.176 motoristas foram submetidos ao teste de etilômetro (bafómetro) sendo que mais de 300 condutores foram flagrados dirigindo sob a influência de álcool e foram notificados pela PRF. Destes, 88 motoristas foram presos, pois apresentaram índice de álcool no sangue acima do permitido, configurando-se crime de trânsito.

 

NÚMEROS

Veículos fiscalizados – 84.582

Pessoas fiscalizadas – 99.275

Autos de Infração (multas) – 17.426

Número de Testes de Etilômetro – 22.176

OPERAÇÃO RODOVIDA

A Operação Rodovida, começou em dezembro de 2016 e tem por objetivo prevenir acidentes e diminuir a violência no trânsito nas rodovias federais durante o período de fim de ano, férias escolares e carnaval, quando o movimento nas estradas é intenso. Ocorrendo simultaneamente em todo o Brasil, a Operação segue até o início do mês de março deste ano, com prioridade na atuação em pontos críticos das rodovias federais. Esses pontos foram elencados por meio de análises de dados estatísticos que apontam trechos com maior necessidade de reforço na fiscalização.

Fonte:
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.