logo

Peixes e vários animais silvestres são apreendidos durante blitz na TO-050; ações serão intensificadas até o final da piracema

A Guarda Ambiental realizou, no último domingo, 10, blitz para o controle de pescaria no período da piracema, na TO 050 rumo a Lajeado. Na ocasião foram expedidos oito autos de infrações pelo transporte ilegal de fauna silvestre sem a licença obrigatória. Entre os animais apreendidos constam tatu, jabuti, caititu e peixes diversos.

De acordo com a Lei 9.605/98, artigo 29 os autuados foram multados em 500 reais por unidade capturada e responderão por crime ambiental, podendo cumprir pena de seis meses a um ano de reclusão.

A blitz contou com a parceria do Guarda Quarteirão, Fundação Municipal de Meio Ambiente, Gerencia Operacional da Guarda e Ronda Ostensiva Municipal (ROMU), que intensificarão suas ações até o final da piracema, dia 29 de fevereiro.

Segundo a Guarda Ambiental, nesse período, somente são permitidos a pescaria e o transporte de peixes provenientes de criatório e com a devida Nota Fiscal. Nenhum pescador profissional foi identificado, mas caso ocorra será conduzido à reclusão com flagrante. Ainda segundo a Guarda, as blitze servem para conscientizar a população sobre a importância da piracema, período de desova dos peixes, além de lembrar que quando um animal silvestre é retirado do seu habitat, em muitas situações são levados os adultos e deixados os filhotes, causando assim a morte de ambos.
___

Parceiros:

Pro_4

Fonte:
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.
error: Conteúdo protegido!!