logo

Mais de 37 mil estudantes realizaram o Simulado de matemática e língua portuguesa para a Prova Brasil no Estado

Cerca de 37 mil estudantes participaram do primeiro Simulado da Prova Brasil realizado pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), por meio da Gerência de Avaliação da Aprendizagem. Aplicado em duas etapas, o simulado contou com a participação de 6.118 estudantes do 5º ano do ensino fundamental, 16.627 do 9º ano do ensino fundamental e 14.933 da 3ª série do ensino médio, chegando ao total de 37.678 alunos.

Na quarta-feira, 18, aconteceu a segunda etapa do simulado, nas 13 Diretorias Regionais de Educação. A primeira aplicação ocorreu no dia 11 deste mês.

O objetivo desse trabalho é ofertar educação de qualidade para todos os alunos com ações que fortaleçam a participação e garantam o êxito dos estudantes nas avaliações do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb/Prova Brasil). Dessa forma, as avaliações simulam a metodologia de aplicação da Prova Brasil, que avalia o conhecimento dos alunos.

As provas são aplicadas para os alunos do 5º e 9º ano do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio da rede estadual, nas disciplinas de língua portuguesa e matemática para todas as referidas turmas.

A elaboração e reprodução das provas são realizadas pela Seduc, mas a aplicação e correção ficam sob a responsabilidade de cada unidade escolar.

Os alunos recebem todas as orientações em relação ao simulado, como duração do tempo, número de questões, organização dos blocos e preenchimento do cartão-resposta. Tendo como base o formato das avaliações externas da Prova Brasil.

No simulado, os alunos do 5º ano respondem a uma prova contendo 44 questões, sendo 22 de matemática e 22 de língua portuguesa. Os alunos do 9º ano do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio tiveram uma prova composta de 52 questões.

Segundo Emerson Azevedo Soares, gerente de Avaliação de Aprendizagem, o simulado tem questões semelhantes às questões da prova Brasil. “As habilidades contidas no simulado são as mesmas que serão avaliadas na Prova Brasil. Isso deixa os alunos mais preparados para a realização da prova”, afirmou.

Conforme Vilma Nunes, professora da Escola Estadual Recurso I, de Recursolândia, jurisdicionada à Diretoria Regional de Pedro Afonso, o simulado proporciona detectar as falhas. “É um instrumento necessário para a melhoria do ensino. Descobrimos, com a realização dessa prova, o domínio dos conteúdos por parte dos alunos e, a partir daí, podemos fazer a intervenção adequada”, ponderou.

Para Kalline Tavares, coordenadora pedagógica da Escola Recurso I, o simulado ajuda no rendimento da aprendizagem dos alunos. “É possível detectar o nível de conhecimento que os alunos se encontram no final de cada etapa da educação básica e, com isso, adequar a prática pedagógica de acordo com a necessidade de cada turma”, disse.

De acordo com Monique Aguiar, aluna do 9º ano da Escola Recurso I, o simulado prepara o aluno conforme as normas da Prova Brasil. “Representa um ensaio para a realização da prova oficial. A contagem do tempo, a leitura e interpretação dos textos, tudo realizado no formato da Prova Brasil. Esperamos alcançar bons resultados”, ponderou.

O processo de aplicação ocorreu com sucesso em todas as diretorias regionais. Em Miracema, Hanna Brito Holanda Soares, assessora técnica da Diretoria Regional, aponta que houve uma participação muito boa dos alunos no simulado. “As regras para a realização da avaliação foram seguidas rigorosamente, cumprindo-se o que estava determinado em cada bloco da prova. Os alunos fizeram a prova de forma empolgada”, comentou.

Jonas Amaral

Jonas Amaral - RP Nº: 911 - DRT / TO - Diretor Geral e Editor Chefe do Portal do Amaral – E-Mail: [email protected] – Tel. (63) 98471-7540 / 99975-7227

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.