logo

Eli Borges emite nota aos cidadãos de Araguaína e mostra destinação de R$ 110,2 milhões com seu voto

O parlamentar mostrou documentos do Governo que foram levados em consideração na votação pela retirada dos R$ 45 milhões da duplicação da TO-222

O deputado estadual Eli Borges (PROS) emitiu uma nota de esclarecimento aos cidadãos de Araguaína explicando a recente polêmica envolvendo o seu voto em relação ao destino dos empréstimos feitos pelo Governo Estadual junto com os bancos Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

A polêmica foi criada por alguns vereadores da cidade que rejeitaram o pedido de moção de aplausos ao deputado como agradecimento pela emenda de R$ 80 mil que será utilizada para o tratamento de usuários de drogas. O motivo para negarem esta homenagem está no voto do parlamentar pela redução do valor do empréstimo destinado ao trecho da TO-222 que liga Araguaína e Novo Horizonte, que dos R$ 85 milhões pedidos, receberá R$ 41 milhões.

Nessa nota, o deputado estadual mostra que nas contas do Governo, cada quilômetro asfaltado da rodovia custará R$ 1 milhão, logo, o trecho que tem 13 km custará R$ 13 milhões, dando uma margem de excesso de gastos de R$ 27 milhões. O que Eli Borges quer mostrar, apresentando os documentos, é que a retirada de R$ 45 milhões não prejudicará a obra na TO-222 que tanto beneficiará a população de Araguaína.

Eli Borges ainda cita que seu voto, juntamente com os demais deputados, garantiu a entrega de mais de R$ 110 milhões à cidade, dinheiro que será utilizado para obras como ampliação do Hospital Geral de Araguaína, duplicação da rodovia, criação de ciclovia, ponte, iluminação e urbanização do município, asfalto em outros trechos da cidade, recursos para moradia popular, entre outros.

Diante disto, o parlamentar questiona os vereadores que votaram contra a moção de aplausos que, diante de todo esse valor que será injetado na cidade, além da sua contribuição com deputado em favor de causas da família, não seriam o suficiente para ele receber a homenagem.

Leia na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO AOS CIDADÃOS DE ARAGUAÍNA 

Com relação a polêmica que sugere que um grupo de deputados prejudicaram Araguaína-TO diminuindo o valor de R$ 85 milhões para R$ 41 milhões destinado para asfaltamento de 13 km do trecho da TO-222 que liga Araguaína e Novo Horizonte, informo que meu voto garantiu a obra e o fiz consciente que os cidadãos honestos de Araguaína o fariam com os dados apresentados pelo próprio Governo do Tocantins.

A proposta do Governador foi muito clara, ele não incluiu qualquer trecho de asfaltamento das marginais, isto é invenção para justificar o alto valor. Veja o que o próprio Governo disse:

Em outro ângulo, no mesmo financiamento outros trechos de pistas rodoviárias que também sofrerão transporte pesado, têm várias pontes, obras de arte, sinalização horizontal e vertical e indenizações, etc., custarão algo em tordo de R$ 1 milhão/km. De Araguaína/Mata Verde serão asfaltados 12 km – R$ 12 milhões.

Você observou que, com base nestes outros trechos (Mata Verde e Trrevo da Praia), os 13 Km de Araguaína/Novo Horizonte, custariam apenas R$13,3 milhões e os deputados garantiram para esta obra R$ 41 Milhões, portanto, uma sobra de R$ 27,7 milhões para que este asfalto tenha cobertura usinada, ciclovia, pontes, urbanização, que para constar, não estavam no debate inicial.

Então, os R$ 45 milhões não foram retirados de Araguaína, não questiono a honestidade de ninguém, mas, não me pergunte sobre o que penso sobre isto. Apenas exerci o meu dever de votar com a consciência.

Vereador Wagner Enoque

Lembro também que no mesmo pacote de financiamento (600 milhões), além de votar a favor do citado trecho (dentro da minha visão de consciência), ficou assim o meu voto favorável num total de R$ 110,2 milhões para Araguaína. Veja:

  • A duplicação, ciclovia, ponte, iluminação e urbanização Araguaína/Novo Horizonte      R$ 41 milhões;
  • Ampliação e reforma do Hospital Geral de Araguaína         R$ 50 milhões;
  • Construção do Fórum de Araguaína                                  R$ 15 milhões;
  • Asfalto do trecho Araguaína/ Mata Verde                          R$ 12 milhões;
  • Recursos para a moradia popular aproximadamente 400 casas (Araguaína)  R$ 6 milhões;
  • Emendas para os 139 municípios o que contemplou Araguaína           R$ 1 milhão;
  • E emenda parlamentar para APAE e Associação apoio a Toxicômanos    R$ 280 mil;

E, para completar, além de tantos outros votos favoráveis a próspera Araguaína, lembrem que em 2015 fui um dos deputados que votou contra aumento dos impostos, que dificultou as finanças de milhares de araguainenses e dezenas de empresários que geram emprego e renda.

Pergunto aos vereadores que conseguiram derrubar proposta de aplausos do vereador Wagner Enoque, a quem externo a minha gratidão estendida aos demais vereadores que o acompanharam, e o meu histórico de defesa da família, dos princípios e da liberdade religiosa, não valeu, ou homem não é medido pelo todo que representa?

De forma respeitosa ao parlamento de Araguaína, vamos debater, sem paixão política, os números.

Deputado Eli Borges (09/10/2017)

Assista o vídeo:

Fonte: JM Notícia
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.