logo

Deputados criticam Governo e cobram instalação de Comissão Especial

As discussões parlamentares da sessão matutina desta quarta-feira, 22, tiveram como foco a dificuldade encontrada pelos parlamentares para obterem informações sobre ações do Governo. O deputado Valdemar Júnior (PMDB) disse que aguarda a resposta de um requerimento que solicita dados sobre a contratação de uma empresa  de instalação de estruturas de palco, banheiros químicos e som. O parlamentar disse que está disposto buscar esclarecimentos. Já os deputados Alan Barbiero (PSB) e Paulo Mourão (PT) pedem urgência na instalação de Comissão Especial de Estudos para discutir e propor a reorganização política e administrativa do Estado.

Valdemar criticou o Governo por dar mais prioridade a eventos do que a serviços essenciais para a comunidade, como é o caso da assistência médica e social. “Apesar da falta de empenho do Governo para me passar essas informações não vou desistir e pretendo acionar o Ministério Público se preciso”, ressaltou o deputado.

O deputado Paulo Mourão (PT) também reclamou sobre a demora no atendimento de pedidos de informação sobre atos públicos. Ele disse que continua aguardando a resposta do Governo a respeito de um requerimento de sua autoria que solicita informações sobre benefícios tributários concedidos a empresas no Tocantins.

Para Mourão, a revisão de benefícios fiscais é necessária para que o Estado volte a arrecadar. “O Poder Público não pode mais abrir mão de parte dos recursos que deveria receber para agradar setores que já foram muito beneficiados. Temos que lembrar que essa ação sacrifica a população mais necessitada, uma vez que o Governo deixa de investir em programas sociais, educacionais e na saúde”, enfatizou o parlamentar.

O deputado Alan Barbiero (PSB) também teceu seus comentários sobre as falhas do Governo em relação à falta de ações voltadas aos interesses sociais. Ele defendeu que o equilíbrio fiscal deveria ser a principal preocupação do Governo, que está afundando em meio a crise financeira, além de falhar no cumprimento de compromissos básicos e fugir do enfrentamento dos problemas estruturais.

“Ações paliativas não vão tirar o Tocantins da crise, o Estado precisa de um ajuste estrutural, por isso é urgente a instalação da Comissão Especial de Estudos para discutir e propor a reorganização política e administrativa do Estado, proposta por Paulo Mourão. Se não fizermos intervenção agora, não teremos o que colher no futuro”, frisou Barbiero.

Fonte:
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.