logo

Chuva faz represas transbordarem e Pium decreta calamidade pública

Prefeitura disse que enchente é a maior em 38 anos e que quase toda a zona rural está isolada. Não há informações de feridos ou mortos na cidade.

A prefeitura de Pium, no leste do Tocantins, decretou estado de calamidade pública por causa das chuvas dos últimos 10 dias. De acordo com o prefeito, Valdemir Oliveira Barros (PSBD), a maior parte da zona rural da cidade está isolada. Quatro rios transbordaram e encheram as 50 represas do município além da capacidade. “O vale que fica perto da cidade virou um lago”, disse o gestor.

Não foi registrada nenhuma vítima da enchente até o momento, mas boa parte das fazendas está isolada e sem comunicação. De acordo com a prefeitura, há mais de uma semana chove uma média de 120 milímetros por dia na cidade, o volume é o esperado para a metade do mês. Os rios Pium, Coco, Água Verde e Riozinho transbordaram.

A área urbana da cidade fica em uma colina e por isso não foi atingida pela água, mas também enfrenta problemas. Três casarões antigos caíram, sem deixar feridos. As plantações de arroz e soja da região estão completamente alagadas.

A prefeitura disse que tem ambulâncias a disposição para resgatar possíveis feridos, mas pediu ajuda do governo do estado para fazer resgates em áreas isoladas. Nesta quarta-feira (14) ainda chovia em Pium, mas com menos força que nos dias anteriores. O prefeito disse que a última enchente desta proporção na cidade foi em 1980.

Fonte: G1 Tocantins
Divina Amaral

Divina Amaral - Vice Diretora do Portal do Amaral – E-mail: [email protected] - Tel. (63)

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.
error: Conteúdo protegido!!