logo

Cadeirantes têm dificuldades para utilizar ônibus em Gurupi

Cadeirantes que moram em Gurupi, sul do Tocantins, reclamam das dificuldades para usar o transporte coletivos. Eles alegam que alguns veículos estão com os elevadores de acessibilidade quebrados.

Um dos prejudicados é o cadeirante Eujan de Souza Melo. Para ir a faculdade, precisa pegar ônibus todos os dias. Mas não é fácil subir no transporte público. Ele sempre conta com a ajuda de outros passageiros.

Após descer do ônibus, outros desafios. O veículo não para na frente da faculdade. Então ele precisa percorrer mais 300 metros até chegar no câmpus.

Os amigos acompanham o dia-a-dia de Melo veem a dificuldade que ele enfrenta e cobra uma solução para os problemas no transporte.

“É transtorno todos os dias na verdade, porque a maioria dos ônibus não tem acessibilidade, as rampas não funcionam, os motoristas não têm preparo e quem ajuda é a galera do curso e outras pessoas da comunidade” diz a estudante Jane Fonda.

O gerente da empresa Transgóias informou que todos os ônibus de Gurupi possuem rampa de acessibilidade e que quando a empresa é comunicada que algum desses equipamentos está com defeito, imediatamente ele é retirado de circulação para fazer os reparos necessários.

A empresa, que tem a concessão do transporte público de Gurupi, também informou que caso o passageiro encontre alguma dificuldade ou defeito na rampa de acessibilidade pode entrar em contato pelo telefone (63) 3351-3543.

Fonte:
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.