logo

18 estudantes morreram: Dois são indiciados por acidente na Mogi-Bertioga (SP)

Depois de quase oito meses, a Polícia Civil indiciou duas pessoas por causa do acidente que matou 18 pessoas na rodovia Mogi-Bertioga. Além de Daniela de Carvalho Soares Figueiredo, proprietária do ônibus envolvido no acidente, também foi indiciado Adriano André do Vale, gerente da empresa União do Litoral.

O laudo da perícia apontou falha nos freios e as investigações concluíram que houve negligência na manutenção.

Com o indiciamento, o próximo passo é a denúncia da Promotoria, explica José Beraldo, advogado que representa as famílias das vítimas. Beraldo espera que os dois respondam por homicídio doloso, em que houve intenção de matar ou se assumiu o risco do crime. Ainda de acordo com o advogado, os parentes das vítimas se sentiram confortados com o resultado do inquérito.

Fora o processo criminal, há também ações de indenização, ressalta José Beraldo.

Em nota, a União do Litoral diz que assinou um Termo de Ajuste de Conduta com a Defensoria Pública e fechou acordos com algumas das vítimas. A empresa garante ainda que vem dando assistência aos parentes dos mortos e dos 17 feridos no acidente, a maioria estudantes.

O acidente

Na noite do dia 8 de junho de 2016, quatro ônibus da Companhia União Litoral levavam estudantes da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), Universidade Braz Cubas (UBC) e de uma escola técnica também em Mogi das Cruzes.

Na altura do quilômetro 84 da rodovia, um dos veículos perdeu o controle e após bater em um rochedo na pista contrária, capotou e caiu em uma vala.
Com a colisão, várias pessoas morreram no local, algumas chegaram a ser levadas para hospitais da região,  mas não resistiram. Outros estudantes ficaram internados econseguiram sobreviver a tragédia que chocou famílias, amigos e marcou a história das universidades.

Muitos estudantes já se queixavam das condições do serviço fretado de transporte e inclusive, do excesso de velocidade do motorista Antônio Carlos da Silva, que também morreu no acidente. Um abaixo-assinado já tinha sido redigido com o apoio de várias vítimas da tragédia.

Fonte:
Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não a do Portal do Amaral. Compartilhe suas opiniões de forma responsável, educada e respeitando as opiniões dos demais, para que este ambiente continue sendo um local agradável e democrático. Obrigado.